O valor dos convívios de Natal

O valor dos convívios de Natal

Por Renato Moura Tornaram-se frequentes, nos últimos anos, os convívios na quadra natalícia. Têm sido promovidos por serviços públicos, empresas e instituições de índole variada e a propósito de uma refeição reúnem trabalhadores, dirigentes e respectivos familiares. A...
Quando o poder sobe à cabeça…

Quando o poder sobe à cabeça…

Por Renato Moura Poderá não ser fácil definir “poder”, mas todos podem perceber como ele se exerce, ou como sentimos as suas consequências. Há poder recebido por via eleitoral – com maior ou menor liberdade e lisura – que depois se exerce directamente ou se distribui...
Imoralidade em comissões bancárias

Imoralidade em comissões bancárias

Por Renato Moura Os bancos são instituições indispensáveis para o desenvolvimento e outrora mereceram muito respeito. Mas já não garantem absoluta confiança na guarda dos valores, dentro deles podem-se praticar enormes operações ilegais e albergar temerários...
Um futuro obscuro para as freguesias rurais

Um futuro obscuro para as freguesias rurais

Por Renato Moura Só há seis freguesias em Portugal com menos de 150 eleitores e cinco delas são na Ilha das Flores. Este dado permite fazer uma ideia sobre o grau de despovoamento que, por estas bandas, cresce no nosso mundo rural. Quem percorrer essas freguesias e...
Falta de respeito pelos passageiros

Falta de respeito pelos passageiros

Por Renato Moura A SATA é uma companhia de aviação que opera nos Açores há dezenas de anos. Conhece os volumes de trafego e a sua evolução ao longo dos anos e decurso dos meses. Também conhece as particularidades de cada ilha e as limitações que lhes são impostas...
Onde estão as surpresas?!

Onde estão as surpresas?!

Por Renato Moura Infelizmente os fogos deram oportunidade para evidenciar situações e pretexto para muitas outras coisas. Não serviram apenas para pôr a nu problemas estruturais antigos, nem só para evidenciar incapacidades governamentais. Face ao desespero de muitos,...