Sumos Sacerdotes

Sumos Sacerdotes

Pelo Pe. Teodoro Medeiros Juntar todos os outros factores; atores, estória, música e até orçamento iguais, mas fazer dois filmes (duas vezes o mesmo filme) por dois realizadores diversos. A experiência tanto mais bem sucedida quanto maior as diferenças no olhar...
Personae

Personae

Pelo Pe Teodoro Medeiros Scorcese diz que ver um filme é deixar-se envolver por ele, e pensar no que significa ser-se humano. Muitas vezes, isso acontece porque o filme nos provoca, nos leva aonde não queríamos ser levados e nos faz olhar a vida de outra forma. Além...
O que se conta

O que se conta

Pelo Pe. Teodoro Medeiros Não será isso que fica? Com certeza que não: o que salvará um romance (mais um!) do grande ecrã nos tempos que correm? Ficarem juntos? Não se poderem juntar? Um deles morrer? Um dar a vida pelo outro? Viverem em tempos diferentes? Um deles...
Plano para uma fuga perfeita

Plano para uma fuga perfeita

Pelo Pe. Teodoro Medeiros O ambiente não faz parte da técnica; quando muito tem a ver com os planos da imagem e a montagem. Também não pode ser simplesmente confundido com o cenário: este constitui o contexto menos próximo de cada cena (mas isso também é claramente...
Esculpir o tempo, parte II

Esculpir o tempo, parte II

Pelo Pe. Teodoro Medeiros As estórias apontam à eternidade; querem viver e o cinema dá imortalidade a todas… seja aos pistoleiros do Oeste, aos dinossauros, à violência medieval ou à elegância discreta de Marcelo Mastroianni (cujo glamour insuperável e simples é uma...
Esculpir o tempo, parte I

Esculpir o tempo, parte I

Pelo Pe. Teodoro Medeiros O que se acrescentou à fotografia quando passou a ter movimento? Mais do que realismo, deu-se-lhe a dimensão do tempo: ganhou a propriedade de poder contar estórias. Foi um processo simples, quase uma brincadeira, mas deu origem a uma arte e...