Distorções da realidade e ridicularias

Por Renato Moura Maratonas negociais em barda, para escolher as figuras de topo para os cargos da Europa após eleições. Notícias e análises sobre o eixo que venceu, ou sobre o que estava para vencer, mas foi bloqueado por uns pequenos e não só. Tornou-se indisfarçável...

Cumprir o dever sem ultrapassar a função

Por Renato Moura Comemorou-se recentemente o dia da Região, oportunidade para discursos bem distintos. O Presidente do Governo Regional falou de soluções inovadoras para combater os elevados níveis de abstenção. Preconiza uma “iniciativa de fortalecimento da...

A título póstumo

Por Renato Moura Estamos neste mundo de forma transitória. Mas a morte de uma pessoa é sempre algo que nos entristece, que deveria contristar todos, pois perdemos definitivamente a convivência com quem partiu. Há dias faleceu um jovem de 40 anos; custa entender,...

Será que nos tomam por ineptos?!

Por Renato Moura Será que as forças políticas mediram as justificações que deram para os recentes resultados eleitorais? Sempre que se obtém um bom resultado, seja qual for o tempo e a eleição, é crescimento; e quando se desce a culpa é do quadro?! Virar a página e...

O Espírito Santo é indissociável da Igreja

Por Renato Moura O povo açoriano é marcadamente religioso, mas a fé e a devoção ao Espírito Santo são aqui vividas, de uma forma muito mais intensa e abrangente, do que a religiosidade em geral. Creio que se poderão identificar alguns factores que contribuirão para...

Distorcer números não vale

Por Renato Moura Marcelo Rebelo de Sousa apontou a sua expectativa de abstenção, nas eleições para o Parlamento Europeu, em 75 a 80%! Assim ficou fácil considerar positivo que a abstenção se ficasse por 69% e isso se considerasse uma “opção perfeitamente legítima” dos...