O coração bate…

O coração bate…

Por Carmo Rodeia Parecem meses e foram só duas semanas. Para alguns é apenas o terceiro dia. Para o Covid-19, que não pede licença para se espalhar, é o 15º dia de viagem por Portugal. Foi numa segunda feira, 2 de março, dia tão significativo para a Autonomia açoriana...
Do pó e da humildade

Do pó e da humildade

Por Carmo Rodeia Sobre nós, quem é crente bem entendido, desceram na passada quarta-feira as cinzas das palmas do último domingo de ramos. E pela imposição das cinzas fomos reconduzidos ao caminho: penitência, silêncio, despojamento e conversão. Tudo em nome de uma...
Da pressa ser má conselheira

Da pressa ser má conselheira

Por Carmo Rodeia Tenho consciência de que a finitude do ser humano traz ao de cima uma série de sobressaltos e outras tantas preocupações, sobretudo quando estamos para lá da metade da vida, em que começamos a pensar de outra forma no fim. E também sei, que nós,...
Do pó e da humildade

Às vezes gostava de compreender

Por Carmo Rodeia Li este fim de semana, na edição impressa do DN, um artigo feito pela Céu Neves, que no título dizia quase tudo: “A década em que Portugal deu a volta à economia mas não à crise de bébés”. O artigo, que pretendia ilustrar os dez anos de vida de um dos...
Do pó e da humildade

Outra vez? É a agenda, pá!

Por Carmo Rodeia Revi por estes dias o filme Mar Adentro, que foi premiado melhor filme estrangeiro em 2005, salvo erro. O filme, que tem como atores principais Javier Bardem e Belén Rueda, conta a história de Ramón Sanpedro Cameán, um galego que aos 25 anos ficou...
O coração bate…

Hospitalidade é outra forma de nos dizermos cristãos

Por Carmo Rodeia Jovens de diferentes igrejas cristãs realizaram este sábado uma Vigília Ecuménica, na Igreja de Santa Isabel, em Lisboa, e desafiaram as sociedades a “acolher com humanidade” quem “confia a vida” a outra pessoa e decide emigrar ou procurar refúgio. A...