Pedofilia. Só podia ser…

Pedofilia. Só podia ser…

Pelo Pe. José Júlio Rocha Sempre nutri pela pedofilia um asco que, julgo, é comum à esmagadora maioria dos mortais. Mete-me nojo imaginar que crianças, e crianças de tenra idade sobretudo, possam ser vítimas da predação sexual seja de quem for. Mas quando leio e vejo...
OH, New York, New York!

OH, New York, New York!

Pelo Pe. José Júlio Rocha No dia 11 de fevereiro chega-se aos 12 anos do último referendo sobre o aborto em Portugal, em que quase 60% dos votantes disseram sim à pergunta: “Concorda com a despenalização da interrupção voluntária da gravidez, se realizada, por...
OH, New York, New York!

O dedo polegar dos jovens

Pelo Pe. José Júlio Rocha Dezoito anos incompletos e o Paulo já tem barba. Uma barba razoavelmente rija, abaixo de um cabelo cortado a pente 4. Calças de ganga, daquelas que já estão rotas antes de compradas, e uma blusa casual, com o capuz a pender pelas costas...
OH, New York, New York!

Deuses para todos os gostos?

Pelo Pe. José Júlio Rocha Não foi há muito tempo que passei por uma cidade da margem do Tejo. Daquelas onde ainda se vislumbram vestígios dos famosos murais enormes do MRPP. Daquelas cidades operárias, ostensivamente de esquerda, com restos de indústria e desencanto....
Bang-Bang, Shoot Me Down

Bang-Bang, Shoot Me Down

Por Pe José Júlio Rocha Retângulo luminoso. Ligeiramente luminoso. Suficientemente luminoso para deixar em segundo plano de luminosidade todas as outras realidades que andam à nossa volta. Chamamos a isso ecrã. Há-os de televisão, tão antigos como a infância da nossa...