Um estádio chamado Vergonha

Um estádio chamado Vergonha

Pelo padre José Júlio Rocha “Às vezes elas merecem”, ladrou um macho, num almoço de tasca, quando se falava de violência sobre as mulheres. Isto exatamente na altura em que se celebrava o dia internacional da eliminação da violência contra as mulheres. Apeteceu-me...
Um estádio chamado Vergonha

O medo tem a cor do vento sul

Pelo Padre José Júlio Rocha O scirocco (leia-se, em português “chiroco”) é um vento suão que de vez em quando atravessa a Itália, sobretudo as regiões do sul, Roma incluída. O tempo vira insuportável, sobretudo nos meses de verão. Traz o calor e finíssimas partículas...
Um estádio chamado Vergonha

Uma porta aberta para sempre

Pelo padre José Júlio Rocha A planície do Pó, a norte de Itália, é um dos lugares mais ricos do mundo. É lá que ficam as regiões mais industrializadas da Itália, com Milão, Turim, Bolonha, Parma, Veneza e outras. Com mais da metade da área de Portugal, a “Pianura...
Um estádio chamado Vergonha

Paisagem com o mal ao fundo

Pelo Padre José Júlio Rocha Alguns dos momentos mais gratos da minha infância estão relacionados com a apanha de milho em terras de meu avô. Era uma aventura. Os cerrados ficavam lá para a ponta de cima da freguesia, escondidos da estrada, quatro cerrados ao todo,...
Um estádio chamado Vergonha

Muitas pedras num só sapato

Pelo padre José Júlio Rocha Aqui há cerca de um mês fiz uma conferência, junto com a doutora Faranaz Keshavjee, sobre a tolerância e o diálogo inter-religioso entre o cristianismo e o islão. A doutora Faranaz pertence à comunidade ismaelita de Portugal, onde, aliás,...
Um estádio chamado Vergonha

O elefante no meio da loja de porcelana

Pelo padre José Júlio Rocha Evitar-se-á, em relação a eles (homossexuais), qualquer sinal de discriminação injusta. (Catecismo da Igreja Católica, nº 2358) Estudei na Accademia Alfonsiana e tenho a honra de ter conhecido professores que foram o eixo da Teologia Moral...