Pelo Pe José Júlio Rocha.

«Então, dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus». (Mateus 22, 21)
Esta é mais uma das frases icónicas de Jesus. Com ela, Jesus escapa a mais uma tentativa dos fariseus de O surpreenderem naquilo que dissesse.
O cristão não pode alhear-se das questões sociais ou políticas que o rodeiam. Deve participar, inspirado na sua fé, nas realidades do mundo, contribuindo para o bem comum.
O cristão amorfo, que não faz nada pela sua terra e por um mundo melhor, deve pensar bem na sua vida.
Deus espera sempre o nosso melhor.