Eucaristia no dia 30 de novembro será presidida pelo bispo de Angra

A paróquia de Santa Bárbara, na ouvidoria da Ribeira Grande, celebra no dia 30 de novembro o 60º aniversário da sua criação, com uma Eucaristia que será presidida pelo bispo de Angra, seguida do descerramento do busto do Pe. João Paulo Ferreira Viveiros, o primeiro pároco desta comunidade.

Integrada na cidade da Ribeira Grande, a freguesia de Santa Bárbara confronta com o mar e com as freguesias de Rabo de Peixe e Ribeira Seca. De acordo com a página da freguesia no sitio online da Câmara Municipal, o topónimo desta freguesia está ligado à construção da primitiva igreja de Santa Bárbara e o seu povoamento deu-se por volta de 1643.

Primitivamente, este povoado denominava-se de “Lomba” a que juntavam “da Ribeira Seca”, por pertencer a esta freguesia. Porém, mais tarde, já provavelmente nos finais do século XVIII foi aqui construída uma igreja de evocação a Nossa Senhora de Santa Bárbara, pelo que a “Lomba” se acrescentou “Santa Bárbara” – a sua padroeira – ficando, definitivamente, a chamar-se de Lomba de Santa Bárbara.

Lugar pertencente à freguesia da Ribeira Seca, foi elevada a freguesia a 11 de junho de 1971 por D. Afonso Manuel Carvalho.

De evocação ao orago da freguesia, a sua igreja paroquial foi construída nos finais do século XX. De traça moderna, na sua capela-mor pode admirar-se um imponente Cristo crucificado envolto por ricos vitrais. A antiga igreja paroquial, desativada aquando da inauguração da nova, é utilizada como salão paroquial, prossegue a descrição na página online da Câmara Municipal.