Ouvidoria possui seis grupos, embora há dois anos só saiam cinco

Envolver os seis ranchos de romeiros da ouvidoria dos fenais de Vera Cruz na visita da Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima e nas comemorações do centenário da ouvidoria foi o principal desafio lançado esta quinta feira aos romeiros pelo ouvidor da costa Norte de São miguel, Pe Carlos Simas.

A reunião que envolveu mestres e contramestres, de acordo com uma nota enviada ao Sítio Igreja Açores, “decorreu num ambente de grande abertura” com “uma disponibilidade grande por parte dos romeiros”.

“A visita da imagem e o centenário são um grande impulso para se programar e organizar uma atividade conjunta com os ranchos dos romeiros da ouvidoria, que devem consciencializar-se que são um grande testemunho de oração nas suas comunidades” adianta o Pe Carlos Simas na nota onde sublinha a importãncia desta participação na continuidade da romaria.

“Há que tomar consciência de que uma romaria tem continuidade na comunidade e não se circunscreve à Quaresma. Ser romeiro ultrapassa todas as “barreiras físicas” de uma comunidade ou de uma ouvidoria”, adianta ainda o ouvidor.

A nota sublinha ainda, que este ano, excecionalmente, os ranchos dos romeiros da ouvidoria irão levar uma pagela única com as obras de misericórdia, e no xaile o logotipo do centenário da Ouvidoria.

Os Ranchos de Romeiros são os da Maia, Porto Formoso, São Brás, Lombinha da Maia e Fenais da Ajuda. O Rancho do Curato da Ribeira Funda há dois anos que não sai.