11 de maio de 1991.

Santíssimo Padre.

Com os cristãos de S. Miguel e quantos acorreram de longe, saudamos religiosamente Vossa Santidade, nesta Visita à Ilha mais populosa dos Açores.

 

Acolhemos-vos como Pastor Universal da Igreja, felizes por tão honrosa presença, sempre reconfortante, e mais ainda para quem como nós, habita em pleno Oceano Atlântico.

 

 

É imensa a nossa alegria pela vinda até nós do Sucessor de Pedro, que Cristo quis a presidir visivelmente à Sua Igreja.

 

 

Por ela, damos graças a Deus, reafirmando a nossa indefetível união à sede de Pedro e ao Bispo de Roma, a quem muito queremos.

 

 

Com gratidão e sentido de compromisso, aguardamos Vossa palavra e rogamos a Vossa bênção. Iluminem elas nossos passos para renovarmos nossas vidas de baptizados de modo a estarmos sempre mais conscientes das responsabilidades que nos cabem como membros do Povo de Deus.

 

 

Sede bem-vindo, Santo Padre, à Ilha do Arcanjo e à cidade de Ponta Delgada!

 

 

– Esta celebração realiza-se próximo da Igreja de Nossa Senhora da Esperança, Santuário do Senhor Santo Cristo dos Milagres, onde permanece, centro de amor e devoção de inúmeros crentes das mais diversas partes do mundo, a Imagem Veneranda do “Ecce Homo”.

 

 

Foi um antecessor de Vossa Santidade, Paulo III, que a ofereceu a duas religiosas idas de S. Miguel a Roma e impetrar Bula para estabelecerem vida religiosa de clausura.

 

 

Em contemplação, amor e penitência, viveu neste convento, durante mais de 50anos, a grande impulsionadora do culto ao mesmo Santo Cristo, a Madre Teresa da Anunciada, clarissa.

 

 

Sua vida foi modelo de virtude e santidade e constitui apelo permanente a quantos aspiram consagrar-se a Deus. Já o fazem muitos religiosos e religiosas que, nesta como nas outras ilhas, gastam suas vidas ao serviço da Igreja, para glória de Deus e bem do próximo.

 

 

Alguns leigos os acompanham, com saliente dedicação.

 

 

Conforta-nos podermos rezar neste Campo Santo e saudar João Paulo II, o nosso Santo Padre.

 

 

Entre a multidão que vos acolhe e saúda, há crianças e Jovens em número assinalável.

 

.

Como nas outras ilhas, também em S. Miguel se faz sentir profunda mudança sócio-cultural, com repercussões variadas.

 

 

No entanto, por graça de Deus, as famílias, no geral, vão mantendo sua coesão e aceitam a prole que, em paternidade responsável Deus quer confiar-lhes.

 

 

Os jovens têm peso nas Escolas e na Universidade local, assim como no campo, nas oficinas e no mar.

 

 

Vive presentemente a juventude uma hora crucial, atraída para diversos lados e ideologias, por vezes sem saber qual o rumo a seguir, sincera e generosa, aspira a dar-se. Estará atenta à Vossa palavra.

 

 

Santo Padre.

 

 

O exemplo e a palavra de Vossa Santidade ajudem cada um a optar por um ideal nobre e digno de verdadeiros filhos de Deus. Permanecerão connosco, lembrança inesquecível da Vossa visita, a gratidão profunda e o eco das Vossas palavras que no coração guardaremos.

 

 

Como penhor da graça de Deus, nos acompanhe sempre a bênção de Vossa Santidade!