Questionário nacional chega a todas as paróquias dos Açores

Os jovens adolescentes açorianos estão a ser convidados a dar a sua opinião sobre os conteúdos e a organização dos catecismos do sétimo ao décimo ano, apurou esta quarta feira o Sítio Igreja Açores junto do Diretor do Serviço Diocesano de Apoio à Evangelização e Catequese.

“O objetivo deste inquérito nacional, que já foi enviado a todos os responsáveis pela catequese ao nível das nove ilhas do arquipélago, é colher o contributo dos adolescentes para a revisão dos catecismos que está prevista para breve”, disse o Pe António Henrique Pereira.

“O questionário tem perguntas fechadas, de escolha múltipla e também algumas abertas para permitir que os jovens, sem qualquer constrangimento, possam opinar sobre os conteúdos ministrados e a sua organização”, frisou ainda o responsável pela catequese ao nível da Diocese de Angra lembrando que “conto, por isso, com um grande empenho de todos”.

O Secretariado Nacional de Evangelização e Catequese está a preparar uma revisão dos catecismos dos quatro anos que antecedem o Sacramento do Crisma, mas tendo em conta a opinião dos catequizandos.

“Os catecismos têm algumas informações desatualizadas e, por outro lado, pecam por não conduzir os jovens à celebração”, destaca o sacerdote salientando que a catequese “é um caminho para a celebração da fé” e neste momento “estamos a ficar muito aquém do que era desejável”, conclui o Pe António Henrique Pereira.

O questionário agora enviado deve ser trabalhado nas salas de catequese mas “sem qualquer interferência ou condicionamento do catequista” que deve “deixar que o jovem possa responder em absoluta liberdade”.

“Este é o sentido do questionário”, remata o diretor do Serviço Diocesano de Apoio à Evangelização e Catequese, lembrando que os diferentes serviços têm até ao final do mês de janeiro para auscultarem os jovens e encaminharem as respostas para o Serviço Diocesano que, depois, elaborará um relatório que será enviado para o Secretariado Nacional com “as achegas” da diocese de Angra.

“Seria uma pena se este processo não fosse muito participado ao nível de todas as ilhas” sublinhou, ainda, o Pe António Henrique Pereira que espera poder contar com um leque grande de respostas que “permita perceber como vai a catequese na diocese”

No próximo dia 23 haverá, de resto, uma reunião em Fátima com todos os responsáveis diocesanos para definir orientações nesta matéria e na qual participará o sacerdote açoriano.