Iniciativa envolve todos os ciclos de escolaridade que o colégio oferece e pretende despertar os alunos para o conhecimento

Será uma viagem pelo conhecimento: às quartas feiras, durante doze semanas, os alunos do pré-escolar, primeiro e segundo ciclos do Colégio de Santa Clara, em Angra do heroísmo, irão participar nas quartas feiras pedagógicas.

Trata-se de uma iniciativa que pretende aliar a formação espiritual sem perder de vista os ensinamentos sobre a realidade envolvente, seja do ponto de vista cultural seja do ponto de vista económico, para cumprir o tema do plano de actividades para o próximo ano letivo que se intitula “Viagem pelo conhecimento”.

“Teremos 12 oficinas didáticas, que decorrerão em 12 quartas feiras, que vão desde a agricultura à gestão de emoções, à ciência divertida, artes e outras, sem descurar a componente da educação para fé. Serão tardes muito pedagógicas onde pretendemos levar as nossas crianças a um conhecimento mais aprofundado das suas realidades”, afirmou ao Igreja Açores a diretora do Colégio de Santa Clara, Ir. Helena Godinho.

O colégio, que é dirigido pelas Irmãs Franciscanas da Imaculada Conceição, abre para um novo ano letivo com 361 alunos distribuídos pelos vários graus de ensino, até ao sexto ano.

Em Ponta Delgada, o colégio de São Francisco Xavier, orientado pela congregação das Irmãs de São José de Cluny, parte para mais um ano letivo em ritmo de festa, já que vai assinalar o jubileu da construção das instalações onde atualmente se encontra sediado.

Há 126 anos que esta congregação ensina nos Açores mas as atuais instalações foram construídas há 60.

“Por aqui passaram muitos dos responsáveis de hoje da sociedade açoriana, em vários domínios e por isso é um momento de acção de graças pelo sucesso que temos tido” afirmou ao Igreja Açores a diretora do Colégio, Ir. Domingas Lisboa.

O ano letivo abre formalmente na próxima segunda feira, mas já amanhã, dia 13, haverá o acolhimento dos novos alunos. Na segunda feira o dia será de ação de graças, com uma eucaristia e muita diversão da parte da tarde, onde haverá uma pequena encenação.

Nas escolas públicas da região, cerca de 15 mil alunos vão frequentar a disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica, numa altura em que as escolas da região estão a implementar a flexibilidade curricular.

“Esta tudo a correr dentro do previsto” disse ao Igreja Açores o coordenador da disciplina nos Açores, Bento Aguiar, que sublinha que a disciplina “continua com o mesmo enquadramento da formação social e pessoal, de oferta obrigatória e de frequência facultativa do primeiro ciclo até ao secundário, durante toda a escolaridade obrigatória”.

O corpo docente também será idêntico ao do ano transato com cerca de 70 professores, metade dos quais continuará a frequentar o Curso de Ciências religiosas que está a ser ministrado pela Universidade Católica na diocese de Angra.

Das nove ilhas do arquipélago, apenas o Corvo volta a não oferecer a disciplina que será assegurada em todas as escolas da região desde o primeiro ciclo ao secundário, sem esquecer o ensino técnico-profissional que este ano também oferecerá a disciplina.