Pelo Pe José Júlio Rocha.

Os judeus pedem milagres e os gregos procuram a sabedoria. Quanto a nós, pregamos Cristo crucificado, escândalo para os judeus e loucura para os gentios. (1ª Coríntios 1, 22-23)
A Cruz é um paradoxo: escândalo e loucura. E, no entanto, a Cruz é o grande sinal do cristão: trata-se da Vitória do Bem sobre o Mal, da Vida sobre a Morte.
Desde o “Meu Deus, Meu Deus, porque me abandonaste?” até ao “Pai, perdoa-lhes porque não sabem o que fazem”, o drama da Cruz é o drama da Vida: a morte não é o último momento da vida: é o penúltimo. O último é o Amor.