Pelo Pe José Júlio Rocha.

Ainda que eu tenha o dom da profecia e conheça todos os mistérios e toda a ciência, ainda que eu possua a plenitude da fé, a ponto de transportar montanhas, se não tiver amor, nada sou. (1ª Coríntios 13, 2)
O Hino da Caridade é um dos mais belos e poderosos textos do Novo Testamento. Resumidamente, o texto diz que, sem amor, nada vale a pena.
É o amor que dá sentido à vida, à sabedoria, às boas ações, à própria fé.
O primeiríssimo mandamento do cristão não é acreditar em dogmas: é amar. O cristão não devia ser identificado pelas suas crenças, rituais ou pertenças, mas pela forma como ama.