Pelo Pe José Júlio Rocha.

«Quem de vós, que possua cem ovelhas e tenha perdido uma delas, não deixa as outras noventa e nove no deserto, para ir à procura da que anda perdida, até a encontrar?» (Lucas 15, 4)
Esta pergunta surge quando os fariseus perguntam a Jesus porque acolhe os pecadores e come com eles.
A predileção especial de Jesus pelos débeis, doentes e pecadores percorre todos os Evangelhos: “Eu vim para salvar os pecadores”.
O Papa Francisco afirma: “Prefiro uma Igreja acidentada, ferida e enlameada por ter saído pelas estradas, do que uma Igreja enferma pela oclusão e a comodidade de se agarrar às próprias seguranças” (EG 49).
Todos nós somos, de alguma forma, essa ovelha perdida. Deixemos que Jesus nos tome ao colo.