Pelo Pe José Júlio Rocha.

«Havia naquela região uns pastores que viviam nos campos e guardavam de noite os rebanhos. O Anjo do Senhor aproximou-se deles, e a glória do Senhor cercou-os de luz.» (Lucas 2, 8-9)
Celebramos hoje o Anjo de Portugal. O termo “anjo”, que vem do grego “Angelos” (lê-se ânguelos) significa mensageiro, portador da mensagem. A própria mensagem. Daí vem a palavra Evangelho (eu-angelos, boa notícia, boa-nova).
O Evangelho de hoje apresenta-nos um anjo a anunciar a boa notícia do nascimento de Jesus a uns pastores, nas redondezas de Belém.
Normalmente usamos a palavra “anjo” para falar de uma pessoa bondosa, seráfica, inocente, ou então uma criança ou um bebé. Anjo devia ser, de alguma forma, todo aquele que põe em prática o Evangelho, que traz consigo a Boa-nova.