Dioceses de Angra, Algarve, Aveiro e Setúbal participam na iniciativa “Desafio da (i)Humanidade de grupo”

O ciclo ‘O desafio da (i)Humanidade de grupo’ convidou as Dioceses do Algarve, Angra, Aveiro e Setúbal para debater os ‘Desafios pastorais da pandemia à Igreja em Portugal’, da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), a partir das 18h00 desta quarta-feira.

O quinto encontro do ciclo de debates quaresmais vai contar com a reflexão do padre António de Freitas, vigário episcopal para a Pastoral da Diocese do Algarve; de Anabela Borba, presidente da Cáritas Diocesana de Angra; do padre Licínio Cardoso, coordenador da Pastoral na Diocese de Aveiro; e do padre Luís Ferreira, vigário episcopal para a Pastoral da Diocese de Setúbal.

A Conferência Episcopal Portuguesa divulgou a reflexão ‘Desafios pastorais da pandemia à Igreja em Portugal’, com 53 pontos, sublinhando a necessidade de uma cultura de proximidade e de novas vizinhanças, no dia 1 de janeiro deste ano.

Para a última sessão do ciclo ‘O desafio da (i)humanidade de grupo’, promovido pelo Secretariado Nacional das Comunicações Sociais e a Agência ECCLESIA em colaboração com as dioceses portuguesas, é proposta uma síntese de todas as anteriores, no próximo dia 24 de março.

Os encontros são de acesso livre e decorrem na plataforma zoom (https://us02web.zoom.us/j/87464137929?pwd=b2NlTHVoKzJEV3VEbGZ1YVhoSUswQT09), ID da reunião: 874 6413 7929 e a senha de acesso: Ecclesia.

Os debates em torno dos documentos da CEP – ‘Recomeçar e reconstruir’ e ‘Desafios pastorais da pandemia à Igreja em Portugal’ – tiveram início a 17 de fevereiro, com a participação de Pedro Vaz Patto, presidente da Comissão Nacional Justiça e Paz, e D. Armando Esteves, presidente da Comissão Episcopal da Missão e Nova Evangelização.

(Com Ecclesia)