Semana da Oração pela Unidade dos cristãos, entre 18 e 25 de janeiro, é  inspirada no diálogo de Jesus com a samaritana

O Conselho Mundial das Igrejas divulgou os subsídios para a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos 2015, que decorre entre 18 e 25 de janeiro, este ano com o tema «Dá-me de beber».

A Diocese de Angra associa-se a esta semana, celebrando várias Eucaristias, em diferentes paróquias.

“O estudo e a meditação propostos para a Semana de Oração têm o objetivo de ajudar as pessoas e comunidades a perceber a dimensão dialogal do projeto de Jesus, que chamamos de Reino de Deus”, explicam os organismos que preparam o texto para esta semana de unidade.

Os subsídios foram preparados pelo Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (CONIC), a convite do Conselho Pontifício para a Promoção da Unidade dos Cristãos e do Conselho Mundial de Igrejas.

O encontro entre Jesus e a samaritana, no Evangelho de São João (4,7) está na génese do tema «Dá-me de beber» para a semana que se vive mundialmente entre 18 e 25 de janeiro de 2015.

A imagem que “emerge” das palavras “dá-me de beber” é um discurso de complementaridade, revela o Conselho Mundial das Igrejas que assinala que beber água de outra pessoa “é o primeiro passo para experimentar outra maneira de ser e origina um intercâmbio de dons que enriquece”.

“O gesto bíblico de oferecer água a quem chega (São Mateus 10,42), como forma de acolhimento e partilha, é algo que se repete em todas as regiões do Brasil”, país onde foram preparados os subsídios, acrescenta o sítio online do Conselho Mundial das Igrejas.

“Quem beber desta água continua a voltar”, diz um provérbio brasileiro.

O subsídio oferece leituras e reflexões bíblicas, questões diárias, e orações para que os cristãos vivam e celebrem a oitava de oração, explica o movimento ecuménico no Brasil que surgiu no século XIX e ainda recorda os temas desta semana desde 1968 até 2015.

Os cristãos são convidados a usar o documento durante o ano inteiro, para expressarem o “grau de comunhão que as igrejas já atingiram e orar juntos para aquela unidade plena que é a vontade de Cristo”, têm acesso também às datas “importantes” na história desta semana de oração.

“Na diversidade, enriquecemos mutuamente”, observam sobre a semana que é um momento “privilegiado para a oração, encontro e diálogo”.

“É uma oportunidade de reconhecer a riqueza e valor que estão presentes no outro, o diferente, e para pedir a Deus o dom da unidade”, desenvolvem.

O documento informa que tradicionalmente, no hemisfério norte, a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos celebra-se entre 18 e 25 de janeiro, datas propostas em 1908 por Paul Wattson, e no hemisfério sul optam por outra data porque esta altura ser um período de férias.

CR/Ecclesia