Prelado celebrou Missa Crismal na Sé de Angra rodeado do clero da ilha Terceira

O bispo de Angra presidiu esta noite à missa Crismal na Sé de Angra e na homilia pediu aos sacerdotes para seguirem os passos de Jesus, vivendo da mesma alegria e desenvolvendo a mesma missão no mundo.

“Temos por obrigação estar no meio do Povo de Deus, caminhando no interior da comunidade cristã, mas como exemplo de fidelidade a Jesus Cristo e de comunhão eclesial” disse o bispo de Angra convidando os sacerdotes a desinstalarem-se e a saírem de uma certa acomodação.

“Estamos perante a exigência de nos situarmos no essencial da nossa missão que nos orienta para os dinamismos da evangelização no mundo atual e para o apelo a uma renovação e atualização do mistério e da atuação pastoral que exigem de nós desinstalação, abertura interior, redobrada generosidade, anseio para melhor conhecer o mistério de Deus Revelado e da Sua Igreja através da formação permanente que deverá atingir todos os aspetos da nossa vida”, sublinhou D. João Lavrador.

“Hoje, no contexto da nossa Igreja diocesana e do mundo atual, somos convidados a deslocarmo-nos até ao local onde Deus nos quer vivificar com a Sua Palavra, renovar na unção sacerdotal e fortalecer na missão evangelizadora” disse D. João Lavrador na homilia da missa concelebrada por todo o clero da ilha Terceira, que incluiu também alguns sacerdotes da ilha de São Miguel que são cónegos capitulares da Catedral.

“A força, os fundamentos, a pedagogia e a fidelidade da acção pastoral recolhem da realidade de sermos enviados por Jesus Cristo todo o seu sentido e finalidade” disse o prelado lembrando que é do exemplo de Jesus, “nas Suas Palavras, nos Seus gestos e no Seu testemunho” que advém a força “de ser sacerdotes fiéis ao mando divino e à realidade do mundo presente”.

A renovação das promessas sacerdotais é um dos ritos presentes na Missa Crismal, onde são benzidos os santos óleos (dos doentes, dos catecúmenos e do crisma) e que, por tradição, reúne à volta do bispo diocesano, durante a Semana Santa antes do inicio do tríduo pascal, todo o clero diocesano.

D.João Lavrador centrou a sua reflexão naquela que é a missão essencial do presbítero e a sua “responsabilidade acrescida” como educador da fé.

“Para sermos fiéis à missão evangelizadora da Igreja no mundo atual não podemos ceder à tentação de estagnarmos ou de nos agarrarmos às seguranças do mundo que nos tiram a liberdade para uma verdadeira ação pastoral renovada” disse defendendo para o efeito “a formação continua, a partilha constante e a busca de métodos sempre novos”. E, para manter “a frescura e a alegria da primeira hora na ação pastoral” a que foram chamados, o bispo de Angra aponta como `receita´ a vivência da comunhão, da alegria e da partilha.

“Não somos nós os autores da missão da Igreja que é a mesma missão de Jesus Cristo. Só na comunhão com Deus e na comunhão com a Igreja, vivida em presbitério estamos capacitados para agir em nome de Jesus Cristo Cabeça da Sua Igreja”, disse.

“Renovar continuamente a condição de enviados por Jesus Cristo como Seus Apóstolos e escutar permanentemente as condições evangélicas para ser Seu discípulo são fundamentais para uma acção pastoral feita na fidelidade a Deus e ao homem de hoje”, precisou ainda.

“Só nesta interioridade que nos vem da Palavra de Deus, da oração assídua, da vivência profunda dos sacramentos e na experiência do amor fraterno é possível interpretar e discernir os Sinais dos Tempos com os quais o Espirito Santo nos interpela para uma fecunda ação evangelizadora” concluiu.

Depois da Missa Crismal , amanhã o prelado presidirá à Missa da Ceia do Senhor, celebração que  marca o início do Tríduo Pascal, às 20h00; no dia seguinte, 29 março, a Missa da Ceia do Senhor, com o rito do Lava-Pés; esta sexta-feira à tarde preside à Paixão do Senhor, a partir das 15h00, e à noite a Via-Sacra e Procissão do Senhor Morto percorre as ruas de Angra.

No Sábado Santo destaca-se a Vigília Pascal, às 21h30, e no domingo de Páscoa a Eucaristia da Ressurreição do Senhor, às 11h00, vai ser transmitida pela RTP Açores.