D. João lavrador pede oração pelas vítimas da pandemia

O bispo de Angra acaba de emitir uma nota pastoral onde “dispensa” os cristãos do “preceito dominical” durante o período da atual situação de emergência.

Na nota, a que o Igreja Açores teve acesso, o prelado lembra que é dever todos os cristãos participarem na eucaristia dominical e por isso formula um voto para que neste tempo “de falta da Eucaristia” todos os cristãos “se consciencializem da importância da celebração dominical da Eucaristia e sintam maior desejo de nela participar ativa e frutuosamente”.

A nota pastoral, com seis pontos, pede ainda oração por todas as vítimas da pandemia, especialmente aos sacerdotes para que celebrem missa em privado e tenham em intenção os seus paroquianos.

“Convido todos os párocos e demais sacerdotes, através dos meios digitais e redes sociais, a ajudarem os fiéis baptizados a recorrerem às diversas formas de oração, à leitura da Palavra de Deus e, nomeadamente, ao acesso às leituras dominicais”, adianta ainda D. João Lavrador.

Apesar do estado de contingência que a Região vive, decretado ontem pelo Governo Regional, o responsável pela diocese insular pede para que as igrejas permaneçam abertas e que os cristãos aí possam rezar individualmente.

“Que se aproveite bem este tempo quaresmal através dos diversos gestos de que se reveste na ascese, na sobriedade, na oração, na conversão e na partilha fraterna, apesar da carência da Eucaristia” refere ainda o prelado.

Recorde-se que a partir desta segunda feira, na Diocese de Angra, tal como já se está a fazer em todo o país, não haverá celebrações comunitárias estando igualmente suspensas procissões, e outros atos de culto que envolvam grupos. Também está suspensa a catequese e a realização de reuniões e eventos pastorais.

Recordo que ontem o Movimento de Romeiros de São Miguel decidiu a suspensão das romarias quaresmais e a Cáritas diocesana cancelou as iniciativas previstas para a Semana Nacional da Cáritas que decorria até este domingo. Hoje estaria na rua o peditório nacional que fica agora adiado.