Cardeal Vingt-Trois celebra uma Missa este domingo pelas vítimas dos atentados da noite de sexta-feira

 O arcebispo de paris condenou hoje a “barbárie espalhada por grupos fanáticos” e pediu às paróquias que sigam as medidas de segurança decretadas pelas autoridades e pediu aos católicos para participarem em “jornadas de oração.

“O nosso país conhece de novo a dor do luto e enfrenta a barbárie espalhada por grupos fanáticos, referiu o cardeal Vingt-Trois em comunicado divulgadopela página da Arquidiocese de Paris.

Na noite de sexta-feira, a cidade de Paris foi alvo de atentados terroristas em diferentes locais que provocaram 127 mortos e mais de 180 feridos graves.

“Diante da violência dos homens, podemos receber a graça de um coração firme, sem ódio. Que a moderação, a temperança e o controlo que todos mostraram até ao presente se confirmem nas semanas e nos meses que aí vêm”, pediu o cardeal de Paris.

Para D. André Vingt-Trois, é necessário que “ninguém deixe dominar pelo pânico ou pelo ódio” e pede “a graça” para que todos sejam “construtores da paz”.

“Nunca devemos desistir da paz”, referiu o cardeal Vingt-Trois.

O arcebispo de Paris pediu aos católicos da cidade para participarem em duas jornadas de oração, hoje e domingo, e vai presidir a uma Missa na catedral de Notre-Dame às 18h30 de domingo, que pode ser acompanhada pela televisão católica KTO.

CR/Ecclesia