Procissões e manifestações exteriores estão afastadas

Com “cautela e muito sentido de responsabilidade”, o bispo de Angra, D. João Lavrador, espera poder celebrar a Semana Santa e a Páscoa com fieis, ao contrário do que aconteceu há um ano, na primeira vaga do confinamento geral no país.

“Penso que embora seja necessário manter todo o cuidado, e por isso toda a responsabilidade, mas  cumprindo com todas as regras sanitárias, poderemos ter nos Açores todas as celebrações próprias da Semana Santa e  Tríduo Pascal” adiantou em declarações ao programa de Rádio Igreja Açores que vai para o ar este domingo, depois do meio dia, no Rádio Clube de Angra e na Antena 1 Açores.

“Naturalmente que as celebrações decorrerão sempre dentro das Igrejas e nunca no exterior, pois as procissões e tudo o que elas implicam estão desaconselhadas” refere o prelado lembrando que “ninguém deve facilitar”, isto é, “todos devemos cumprir estritamente as regras de segurança sanitária”, como o uso de máscara, a desinfeção das mãos e o distanciamento físico, respeitando os lugares marcados dentro das igrejas.

No dia 28 de março, D. João lavrador presidirá à celebração do Domingo de Ramos na Sé de Angra e nos dias 29 e 30 de março, celebrará em Ponta Delgada e na Horta, com os sacerdotes das respetivas vigararias, num gesto de proximidade com todos aqueles que não podem participar na Missa Crismal na catedral. Esta Missa terá lugar no dia 31 de março, quarta-feira e nela  o clero renovará as suas promessas sacerdotais, como é habitual nesta Missa que precede o Tríduo Pascal e na qual o bispo benze, também,  os santos óleos que serão depois usados nos sacramentos ao longo do ano em toda a diocese.

“Estávamos todos na esperança de termos melhores condições este ano, e já pudéssemos estar mais aliviados,  mas , infelizmente, ainda temos de contar com algumas limitações. Espero que dentro de um mês as circunstâncias sejam melhores seja pela vacinação, seja pela responsabilidade de todos de forma a que possamos dar passos em frente na erradicação deste vírus” estima D. João Lavrador.

O bispo de Angra presidirá igualmente a todas as celebrações do Tríduo Pascal  na Sé de Angra, a saber: Missa da Ceia do Senhor, na Quinta-feira Santa; à Paixão, na Sexta-Feira Santa; à Vigilia no sábado e à Missa de Páscoa, no domingo.