Tríduo preparatório está a ser celebrado na Igreja Matriz de São Miguel Arcanjo para facilitar a participação de um maior número de fieis neste tempo de pandemia

A festa do Senhor Bom Jesus da Pedra, a maior festa de verão da ilha de São Miguel, decorrerá na antiga capital da ilha, Vila Franca do Campo, entre 26 de agosto e 2 de setembro, mas sem o habitual programa sócio-cultural.

Por causa da Covid -19 apenas terão lugar as celebrações religiosas e para facilitar a participação do maior número de fieis, o tríduo que começou no dia 26 de agosto está a ser celebrado na Igreja Matriz de São Miguel Arcanjo, diariamente às 20h00. A Eucaristia será sempre precedida de um momento para a celebração do Sacramento da Reconciliação. Por isso, a imagem foi mudada da Igreja da Misericórdia para a Matriz de Vila Franca na passada quarta-feira, num ato inédito. A procissão da Mudança costumava ser no sábado à noite e reunia milhares de fieis. Esta novidade prende-se com a necessidade de evitar multidões por causa da Covid-19.

Este sábado, dia 29, a Missa vespertina já será presidida pelo bispo de Angra, D. João Lavrador, que presidirá também à Missa da festa, no dia 30 de agosto, com transmissão em direto pelo canal 1 da RTP às 9h30, hora dos Açores (menos uma hora que em Portugal Continental).

De 31 de agosto a 2 de setembro, a Missa será celebrada sempre às 20h00, mas na Igreja da Misericórdia.

“É tempo de nos contagiarmos de Esperança – Este ano a Festa do Senhor Bom Jesus da Pedra é um convite à meditação e à conversão. Pedimos a toda a população que cumpra as medidas adoptadas. Para o bem de todos e de cada um” escreve a Mesa da Santa Casa da Misericórdia de Vila Franca do Campo na sua página do facebook.

As festas em honra do Senhor Bom Jesus da Pedra estão, desde sempre, a cargo da Santa Casa da Misericórdia de Vila Franca do Campo e realizam-se no último domingo de Agosto de cada ano, pelo menos desde 1903, data da autorização do Papa Leão XIII para que estas festividades fossem reconhecidas.

“O Santo Padre o Papa Leão XIII, atendendo às humildes suplicas, concede o privilégio, a partir do dia de hoje, de se poder celebrar, com pompa sagrada exterior, no Domingo, a Festa de Nosso Senhor Jesus Cristo, Coroado de Espinhos, como vem no apêndice do Missal Romano, na sexta-feira depois das Cinzas”, lê-se no documento da Sagrada Congregação dos Ritos.

A Misericórdia da Vila, como é conhecida, é uma das mais antigas da diocese de Angra, datando de 1551 ou 1552, altura em que se deu a fundação da Confraria da Misericórdia que haveria de incorporar todos os bens e obrigações da primitiva confraria do Espírito Santo.

Foi também nessa época que a Misericórdia, depois de ter a funcionar o hospital, construiu a sua Capela, naquele que é o principal complexo arquitetónico de Vila Franca do Campo – igreja, hospital, consistório e farmácia – o coração da Santa Casa, onde se tratavam os doentes e se administrava a Irmandade.