Comissão Diocesana dos Bens Culturais organiza duas visitas em Angra e em Ponta Delgada

A Comissão dos Bens Culturais da Diocese de Angra vai assinalar pela primeira vez, de forma organizada, o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, que se celebra no próximo sábado, dia 18, com a realização de dois percursos culturais, citadinos, em Angra do Heroísmo e Ponta Delgada.

O objetivo é “explorar a história, a arquitetura e a arte em monumentos religiosos” sublinha uma nota da Comissão dos Bens Culturais enviada ao Sítio Igreja Açores, esta segunda feira.

Em Angra do Heroísmo a iniciativa intitula-se “Itinerários Culturais: Monumentos de Fé” e começa às 10h00 com a concentração no adro da Sé e tem como itinerário a própria Sé de Angra, Império dos quatro cantos, Capela do Espírito Santo, Capela da Boa Nova, Alto das Covas, Colégio dos Jesuítas, Convento de São Francisco, Solar dos Remédios e Santuário da Conceição. A visita será orientada por Francisco Maduro Dias, Museólogo e Conservador do Museu de Angra do Heroísmo.

Em Ponta Delgada o itinerário passa, essencialmente, por “Igrejas e antigos conventos de Ponta Delgada”. A concentração é também às 10h00 no Campo de São Francisco, segue para a Igreja de São José, Igreja do Colégio dos Jesuítas, Igreja Matriz de Ponta Delgada e  Igreja de S. Pedro.

A visita será orientada por Ana Maria Fernandes, Técnica de Conservação e Restauro. Membro da Comissão Diocesana dos Bens Culturais da Igreja.

Esta iniciativa promovida pela Comissão de Bens Culturais da Igreja, nos Açores integra-se numa outra mais vasta e ampla que é o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios que este ano decorre sob o signo de “Conhecer, Explorar, Partilhar”.

O Dia Internacional de Monumentos e Sítios 2015, foi instituído pelo ICOMOS Internacional, que este ano celebra 50 anos.

 

Por  todo o Território Continental e Regiões Autónomas terão lugar cerca de 610 atividades, distribuídas por 166 concelhos e promovidas por 622 entidades públicas e privadas oferecendo um programa vasto e diversificado que engloba , 2 animações de rua, 56 oficinas pedagógicas/workshops, 4 concursos, 10 projeções de documentários/filmes, 36 encontros/conferências, 38 espetáculos artísticos, 55 exposições, 3 feiras/festivais, 1 jogos tradicionais, 8 lançamentos de publicações, 18 peddy/rally papers, 13 recriações e encenações históricas, 36 rotas patrimoniais/itinerários culturais, 2 sessões de leitura, 287 visitas guiadas/percursos orientados, e 42 outras atividades variadas.

A adesão a esta iniciativa insere-se no programa de atividades planeado já com a nova direção da Comissão Diocesana, liderada por João Paulo Constância.