10ª edição da Publicação do Secretariado Nacional dos Bens Culturais da Igreja apresenta portfólio com os dons do Senhor Santo Cristo

A 10ª edição da revista INVENIRE, que acaba de sair, dá um particular destaque ao culto do Senhor Santo Cristo dos Milagres- Um tesouro de Fé nos Açores- apresentando um portfólio fotográfico assinado por José António Rodrigues e um texto da professora universitária Susana Goulart Costa.

O trabalho na revista dos bens culturais da igreja, editada pelo Secretariado Nacional dos Bens Culturais, ocupa seis páginas e apresenta os cinco “dons” que adornam a escultura seiscentista do Ecce Homo: o ceptro, a corda, a coroa, o relicário e o resplendor, classificados como  “Tesouro regional” pela Assembleia Legislativa dos Açores, no passado dia 15 de janeiro.

O texto assinado pela investigadora , que pertence à Comissão Diocesana dos Bens Culturais da Igreja, destaca o culto a Senhor Santo Cristo como “um dos exemplos mais significativos da religiosidade insular”.

“Estas cinco peças enriquecem a representação do Ecce Homo porque espelham o sentido do dom na sua dupla aceção: atributo, pela iconografia da Paixão que apresentam; e oferta, porque entregues por fiéis em cronologias distintas, sendo apenas um dos múltiplos exemplos de economia da dádiva que há séculos alimenta o espólio do Santuário”, refere a autora.

Susana Goulart Costa explica, ainda, o sentido das festas, sublinhando a importância da procissão do Senhor Santo Cristo, que se realiza no quinto domingo a seguir ao domingo de Páscoa.

O portfólio abre com uma fotografia do resplendor; prossegue com uma foto do Busto da Paixão de Cristo, em madeira policromada; uma foto do ceptro, uma peça de joalharia portuguesa, do século XVIII, em ouro e prata recoberta com pedras preciosas, o relicário também em ouro e prata com pedras incrustadas e a coroa em ouro, datada entre os séculos XVII e XVIII.

A revista INVENIRE foi criada em 2010, pelo Secretariado Nacional dos Bens Culturais da Igreja;  é uma publicação semestral e procura dar a conhecer o que se vai fazendo na igreja em matéria de preservação, conservação, restauro e promoção dos bens culturais, divulgando boas práticas em relação ao património religioso. O primeiro número da publicação foi sobre a Rota das catedrais. A 10ª edição é sobre Ciência e Fé.