Os dois colégios católicos nos Açores funcionam nos dois meses de verão como “campos de férias”

Os Colégios de Santa Clara, na ilha Terceira e de São Francisco Xavier, em Ponta Delgada, não vão encerrar para férias oferendo aos alunos e à famílias opções para ocupação das crianças durante os meses de verão, embora durante o mês de Agosto só funcione praticamente a creche e jardim de infância (até ao pré escolar), em ambas as instituições.

Os dois colégios católicos, geridos por congregações religiosas- as Irmãs Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição e as Irmãs de São José de Cluny, respetivamente- mantém os ritmos normais de funcionamento, no caso do Colégio de Santa Clara, até com os prolongamentos, embora todas as atividades sejam relacionadas com o verão e o lazer.

No Colégio de Santa Clara, durante os meses de julho e agosto, as atividades estão centradas em quatro áreas de interesse: ciência, cultura, natureza e desporto, com idas ao Centro de Ciência, Museus, Bibliotecas, passeios pedestres, atividades desportivas e praia.

“As crianças chegam ao fim do ano letivo e precisam de ir para outros sítios e ambientes e temos consciência disso, daí que a nossa oferta para os que cá ficam seja tão diversificada” disse ao Sítio Igreja Açores a Diretora do Colégio de Santa Clara, Irmã Helena Godinho.

Contudo e, apesar desta diversidade dos 165 alunos que frequentam o primeiro ciclo apenas 20 permanecem nas atividades do Colégio. Já no Jardim de infância, das 133 crianças matriculadas, estão a frequentar o Colégio 60 e das 42 da creche, estão 30.

“Por mais diversificadas que sejam as nossas atividades é sempre o espaço da escola e os mais velhos já preferem ir para outros sítios” refere a responsável sublinhando que no final do mês de julho a oferta para o primeiro ciclo fica suspensa, mantendo-se a funcionar apenas o acolhimento das crianças do jardim de infância e da creche.

No Colégio de São Francisco Xavier, em Ponta Delgada, no mês de agosto apenas funcionará a creche, que inclui o berçário e as salas de um ano e dois anos e conta atualmente com 42 crianças, “embora nem todas estejam neste momento no Colégio pois há pais que já estão de férias”.

De acordo com a Diretora, irmã Domingas Lisboa, o Colégio “está aberto em regime de campo de férias” e oferece um leque variado de atividades, centradas quase todas nas áreas de lazer, desporto e cultura.

“Quando por qualquer motivo (por exemplo questões climáticas) as crianças têm de ficar dentro do Colégio são desenvolvidas atividades de pintura, teatro, fantoches, dança, entre outras para as ocupar de uma forma divertida”.

Estas atividades são programadas antes do inicio das férias escolares e as crianças que as frequentam fazem-no em diferentes modalidades: ao dia, à semana ou ao mês, de acordo com as escolhas individuais,  o que torna difícil aferir ao “certo” o número de crianças que participa nestes “campos de férias” do Colégio.

“Muitos só participam em atividades pontuais outras, porque não têm com quem ficar, frequentam o Campo de férias durante todo o tempo”.

Ambos os colégios só encerram portas para as situações previstas na legislação o que reduz o período de encerramento a pouco mais de “dois ou três dias úteis”.