Câmara mantém tradição embora sem a festa de outras ocasiões

Apesar de não haver cortejo nem festa, a Câmara Municipal da Horta volta a assinalar de forma simbólica o Voto Camarário do Império dos Nobres em nome da atenção que se deve dar “a partilha e ao cuidado do outro, à história e à tradição”.

O voto Municipal de Pentecostes vai incluir, no domingo, a celebração de uma missa solene, aplicada pelo povo do Faial e celebrada pelo Pároco Marco Luciano, a partir das 10h00, naIgreja Matriz da Horta.

O império dos Nobres, também conhecido como de “reconhecimento e beneficência”, foi instituído em momento de aflição para o povo da ilha aquando da erupção vulcânica de 1672 ocorrida entre as freguesias da Praia do Norte e Capelo. Foi então assumido o compromisso perpétuo, de anualmente, organizar um ato religioso composto de procissão, missa  e distribuição de esmolas pela população aos quais assiste e financia a autoridade municipal.