A Missa de Corpo presente será esta quarta-feira, na Lomba da Maia

Faleceu esta terça-feira o padre José Agostinho Barreiro, vítima de doença prolongada.
A Missa do corpo presente será amanhã, dia 10 de Fevereiro, às 10h00 na Igreja Paroquial da Lomba da Maia, em São Miguel, de onde é natural. As exéquias fúnebres, que decorrerão de acordo com as normas de segurança sanitária em vigor, serão presididas pelo Vigário Episcopal da Vigararia Nascente, cónego Adriano Borges.
O Sacerdote que tinha 84 anos, 59 dos quais dedicados ao ministério sacerdotal, serviu sempre nas ouvidorias da costa norte da ilha de São Miguel, nas paróquias do Nordeste e dos Fenais de Vera Cruz.

A vida e a obra do padre José Agostinho Sousa Barreiro, foi compilada no ano de 2018, num livro da autoria de Eduardo Melo.

O padre José Agostinho Sousa Barreiro  nasceu na freguesia da Lomba da Maia, concelho da Ribeira Grande, no dia 8 de março de 1937. A sua missa nova foi celebrada no dia 1 de julho de 1962, sendo depois nomeado pároco da Lomba de S. Pedro, concelho da Ribeira Grande, pelo então bispo, D. Manuel Afonso de Carvalho. Foi também pároco na Ribeira Funda, concelho da Ribeira Grande.

Partiu para Moçambique, na qualidade de capelão militar, no dia 3 de agosto de 1967 e aqui prestou serviço como capelão militar até 14 de abril de 1970.

Foi professor da Telescola durante oito anos, entre 10 de outubro de 1974 e 30 de setembro de 1982, tendo exercido as funções de monitor na Achada. Seguidamente, em 29 de Outubro deste mesmo ano de 1982, passou a exercer a sua actividade letiva na então Escola Preparatória do Nordeste.

Em 1984 passou a lecionar a disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica até 1999.