O jovem sacerdote, que é vigário paroquial na Feteira e Porto Judeu, na ilha Terceira é o pregador convidado das festas de Santa Maria Madalena

Começou esta tarde o novenário de preparação da Festa de Santa Maria Madalena, na ilha do Pico, que vai ser pregado pelo padre Nelson Pereira, um jovem sacerdote terceirense que há um ano desempenha funções de vigário paroquial na Feteira e em Porto Judeu, na ilha lilás.

Neste primeiro dia da novena, em que se celebra igualmente a festa do segundo ano da catequese com a entrega da oração do Pai Nosso às crianças, e partindo da liturgia, o sacerdote desafiou os presentes a serem testemunhas da verdadeira coerência cristã.

“Se conseguirmos viver o que rezamos, o nosso sacrifício não será em vão e viveremos uma vida mais coerente ao jeito do Senhor Jesus”, referiu ao sublinhar que os cristãos não podem fazer um “cristianismo light”, em que se observam apenas alguns preceitos de natureza mais rituais.

“Nós não podemos fazer um cristianismo light, em que observamos alguns preceitos- vamos à missa, rezamos e obtemos o diploma de bom cristão. O Senhor Jesus pede-nos mais, mesmo se isso significar sacrifício” alertou o sacerdote.

“Jesus pede-nos para termos a capacidade de viver no bem, na verdade e quando vivemos na verdade e nos comprometemos com ela, quando construímos uma sociedade onde reine o bem não podemos estar apegados a nenhum laço a não ser Jesus”, esclareceu frisando que seguir Jesus “é fazer sempre a sua vontade mesmo que seja contra a nossa” que, por vezes, está marcada pelo egoísmo.

O padre Nelson Pereira deixou mesmo uma interpelação a partir da leitura de Isaías, na qual Jesus despreza os hipócritas que iam ao Templo pagar promessas e depois, no seu quotidiano, desprezavam os irmãos.

“Hoje será assim tão diferente?” interpelou. “Será que o nosso díscipulado só se concretiza dentro destas quatro paredes, e depois saindo daquelas portas a nossa vida continua igual sem mudar uma palha ou, pelo contrário, procuramos que a nossa vida acompanhe a palavra de Deus  e fazemos como Ele nos ensinou: amai-vos uns aos outros como eu vos amei?”

“As nossas mãos podem não estar cheias de sangue, como as daqueles ao tempo de Jesus, mas se continuarmos a compactuar com a injustiça, com uma sociedade que cria divisões, que cria um afastamento entre pobres e ricos, entre aqueles que têm todas as oportunidades e aqueles que mendigam, se nós não formos capazes de operar a mudança com aqueles que nos rodeiam, então também as nossas mãos estão cheias de sangue”, concluiu.

“Lavai-vos e purificai-vos, dizia Jesus. Este é um caminho onde procuramos retirar da nossa vida a maledicência, o mal para que possamos acolher um caminho novo de mãos dadas com a palavra de Deu” reiterou lembrando que não haverá um tempo especifico para isso a não ser “a nossa disponibilidade para abrir o coração a Deus”.

O sacerdote que, nos dois primeiros anos após a ordenação esteve no Faial como vigário paroquial da Matriz da Horta e da paróquia dos Flamengos, sendo o responsável pela pastoral juvenil na ilha, vai prosseguir a pregação diária em todos os dias da novena, às 19h30, com transmissão em direto na Rádio Pico.

A Festa de Santa Maria Madalena inaugura as festas de verão das paróquias na ilha do Pico. Concelebraram com o padre Nelson Pereira o Vigário Episcopal para a Vigararia do ocidente, padre João Bettencourt das Neves e o pároco da Madalena, que é também o ouvidor eclesiástico da ilha do Pico, padre Marco Martinho.

A novena deste ano tem a particularidade de todos os dias encerrar a catequese de cada um dos anos. A animação litúrgica estará a cargo da Capela e Grupo coral da Matriz da Madalena.

Este ano devido à pandemia a festa terá uma expressão mais religiosa sem o habitual arraial que promovia sempre diversas atividades de natureza cultural e social.

Programa

Novenário de Preparação

Segunda-feira, 13 de Julho

19h30 – Eucaristia de abertura do novenário com a festa do Pai Nosso do 2º ano de catequese

Terça-feira, 14 de Julho

18h30 – Celebração do Sacramento da Reconciliação

19h30 – Eucaristia com a festa da Esperança do 5º ano de catequese

Quarta-feira, 15 de Julho

18h30 – Celebração do Sacramento da Reconciliação

19h30 – Eucaristia com a festa das Bem-aventuranças do 7º ano de catequese

Quinta-feira, 16 de Julho

18h30 – Celebração do Sacramento da Reconciliação

19h30 – Eucaristia com a festa da Vida do 8º ano de catequese

Sexta-feira, 17 de Julho

18h30 – Celebração do Sacramento da Reconciliação

19h30 – Eucaristia com a festa do Compromisso do 9º ano de catequese

Sábado, 18 de Julho

18h30 – Exposição do Santíssimo Sacramento e celebração do Sacramento da Reconciliação

19h30 – Eucaristia com a festa do Envio do 10º ano de catequese

Domingo, 19 de Julho

12h00 – Eucaristia Dominical

Segunda-feira, 20 de Julho

18h30 – Celebração do Sacramento da Reconciliação

19h30 – Eucaristia

Terça-feira, 21 de Julho

18h30 – Celebração do Sacramento da Reconciliação

19h30 – Eucaristia de encerramento do novenário