Papa celebra Pentecostes com milhares de pessoas e evoca beatificações de D. Oscar Romero e Irene Stefani

O Papa pediu hoje no Vaticano que a Igreja Católica tenha as suas portas abertas para todos, como testemunho de “fraternidade”.

“A Igreja não fecha a porta na cara a ninguém, a ninguém, mesmo ao mais pecador”, declarou, perante dezenas de milhares de pessoas reunidas na Praça de São Pedro, assinalando o domingo de Pentecostes.

Francisco sublinhou a “dimensão universal” da missão de todos os discípulos de Jesus, porque a Igreja “não nasce isolada, nasce universal, una e católica, com uma identidade precisa mas aberta a todos, não fechada, uma identidade que abraça o mundo inteiro, sem excluir ninguém”.

Numa intervenção muito aplaudida pelos presentes, o Papa referiu que esta solenidade, que evoca a “efusão” do Espírito Santo sobre a primeira comunidade cristã, marca o “início de uma nova estação” de “testemunho e de fraternidade”.

“Como nesse dia do Pentecostes, o Espírito Santo é efundido continuamente também hoje sobre a Igreja e sobre cada um de nós, para que possamos sair das nossas mediocridades”, disse.

Neste contexto, Francisco disse que a missão da Igreja é levar “o amor misericordioso do Senhor a todo o mundo”, anunciando a ressurreição de Jesus.

O Papa evocou depois as beatificações, em El Salvador e no Quénia, do arcebispo Oscar Romero (1917-1980), “morto por ódio à fé enquanto celebrava a Eucaristia”, e da irmã Irene Stefani (1891-1930), das Missionárias da Consolata, conhecida como ‘Nyaatha’, a “mãe misericordiosa”.

Francisco recordou o Beato Oscar Romero como um “pastor zeloso que, a exemplo de Jesus, escolheu estar no meio do seu povo, especialmente os pobres e os oprimidos, mesmo às custas da sua vida”.

Em relação à religiosa italiana Irene Stefani, o Papa sublinhou que a missionária “serviu a população queniana com alegria, misericórdia e terna compaixão”.

“Que o heroico exemplo destes beatos suscite em cada um de nós o vivo desejo de testemunhar o Evangelho com coragem e abnegação”, apelou.

CR/Ecclesia