As reflexões produzidas entre 16 e 18 de março serão o embrião para a revista cientifica do Seminário Episcopal de Angra

O Seminário Episcopal de Angra organiza entre amanhã e sábado  as I Jornadas de Teologia 2017, com uma reflexão centrada sobre o “Cristianismo e a Cultura”.

“O nosso objetivo é não só produzir mas mostrar para fora o pensamento da Igreja açoriana e, sobretudo, o que se faz no Seminário”, afirmou ao Sitio Igreja Açores o reitor, Pe Hélder Miranda Alexandre.

“Por vezes há algum desconhecimento sobre a nossa produção cientifica e o que fazemos no Seminário e, desta forma, julgo que conseguiremos  clarificar isso mas também promover culturalmente o Seminário” refere ainda o responsável.

O Seminário Episcopal de Angra tem assumido desde sempre um papel liderante na reflexão teológica, cultural, social e pastoral na diocese insular,  promovendo o debate e o confronto de ideias ao longo de mais de século e meio de existência. Aliás, o processo de encontro e comparação com as culturas é uma experiência que a Igreja viveu desde sempre e que agora se apresentam como novos campos de evangelização, que na sua história o Seminário nunca enjeitou.

José Carlos  Seabra Pereira, responsável pelo Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura;  José Luís Brandão da Luz, professor da Universidade dos Açores; Nuno Martins e Pe Jorge Teixeira da Cunha, professores da Universidade Católica do Porto; o Pe José Júlio Rocha, professor do Seminário Episcopal de Angra e, ainda D. João Lavrador, bispo de Angra, serão os oradores destas jornadas teológicas abertas ao público em geral, mediante o preenchimento de uma  ficha de incrição.

“Queremos que seja um momento de reflexão e de partilha de convicções e propostas concretas para alimentar este diálogo entre a igreja e a sociedade que é como quem diz a igreja e a cultura e assim aproximarmo-nos mais do mistério de Deus”, refere ainda o reitor do Seminário.

As conferências produzidas nestas jornadas serão, de resto, editadas numa revista que vai nascer no Seminário durante este ano letivo. Trata-se de um projecto que vem sendo trabalhado e amadurecido há cerca de dois anos e que visa, por um lado, mostrar a produção cientifica da comunidade académica do Seminário, e por outro lado, projectar cientificamente a única escola de formação superior do clero nos Açores. Esta revista será, numa primeira fase, anual mas “se a produção cientifica o justificar, isto é, se tivermos muitos contributos mesmo de leigos e de pessoas que queiram publicar nesta revista poderemos equacionar outra periodicidade”, refere o Pe Hélder Miranda Alexandre.

“Entendemos que esta publicação pode ser também um instrumento de projeção do pensamento da igreja nos Açores dentro e fora do país”, acrescenta.

As Jornadas de Teologia 2017, “Cristianismo e Cultura” têm como público-alvo a comunidade académica, todos que procuram as razões da sua fé e são ainda uma iniciativa fundamental de formação permanente do clero diocesano.

programa