Diocese apresenta intervenção de restauro e conservação.

A Diocese do Funchal apresenta hoje ao público a intervenção de restauro e conservação do retábulo quinhentista da catedral, uma intervenção que contou com o apoio do Governo Regional e outras entidades especializadas.

 

A cerimónia de inauguração insere-se na Semana Jubilar que até domingo assinala os 500 anos da criação da Diocese do Funchal, e na qual participa o Bispo de Angra.

D. António de Sousa Braga preside à eucaristia de hoje, no Machico, local do inicio do povoamento da Madeira,  que se realiza às 18h00, hora dos Açores.

 

A Presidência do Governo Regional da Madeira refere, em comunicado de imprensa, que a intervenção de conservação e restauro do retábulo e do cadeiral da capela-mor da Sé do Funchal, foi realizada “através da Secretaria Regional da Cultura, Turismo e Transportes/Direção Regional dos Assuntos Culturais, em parceria com a Diocese do Funchal, a World Monuments Fund – Portugal, o Laboratório José de Figueiredo, a Direção Geral do Património Cultural (DGPC) e o Laboratório HERCULES, da Universidade de Évora”, tendo a obra um custo aproximado de 370 mil euros, comparticipado pelas várias entidades.

 

“De inegável valor cultural e artístico, o retábulo da capela-mor, de raiz gótica final, é o único que ainda permanece in situ (no local), mandado executar pelo Rei D. Manuel I, entre 1512-1517”, assinala a nota.

 

Durante o dia de hoje decorre no auditório da Reitoria da Universidade da Madeira um colóquio intitulado ‘O Retábulo Quinhentista da Sé do Funchal – novos olhares e novas perspetivas’.

 

A Semana Jubilar  vai contar com a presença do prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos (Santa Sé) como enviado especial do Papa.

 

O Vaticano divulgou este sábado a carta de nomeação do cardeal Fernando Filoni, assinada por Francisco, na qual o Papa destaca a dimensão histórica do território diocesano, que no tempo das descobertas portuguesas chegou a ter jurisdição sobre terras brasileiras.

 

O texto, em latim, evoca ainda a viagem de João Paulo II à Madeira (1991) e revela que o cardeal italiano vai ser acompanhado por uma missão pontifícia, composta pelos cónegos José Fiel de Sousa, vigário-geral da Diocese do Funchal, e João Duarte Pita de Andrade, que preside ao Capítulo da Sé.

 

O bispo diocesano, D. António Carrilho, sublinha na nota de apresentação da Semana Jubilar, que decorre até ao próximo dia 15, dois momentos “especiais”: uma “solene concelebração eucarística”, na Sé do Funchal, a 12 de junho, data da bula da criação da Diocese; e a “grande Assembleia Diocesana Jubilar”, na tarde de 15 de junho, no Estádio dos Barreiros, “com uma coreografia alusiva aos 500 anos e uma solene Eucaristia, concelebrada por sacerdotes e bispos de diversos pontos do país e do estrangeiro”.

 

A Missa de dia 12 (18h30) vai ser presidida por D. Manuel Clemente, patriarca de Lisboa e presidente da Conferência Episcopal Portuguesa