Cerimónia inter-religiosa integra programa da tomada de posse do novo presidente

O presidente da República Portuguesa Marcelo Rebelo de Sousa toma hoje posse do cargo, num programa que inclui uma cerimónia inter-religiosa na mesquita central de Lisboa, com a presença de vários credos e associações cívicas.

No seu discurso de tomada de posse, Rebelo de Sousa afirmou-se como “um guardião permanente e escrupuloso da Constituição e dos seus valores”, a começar pelo “valor do respeito da dignidade da pessoa humana”.

“Salvaguardar a vida, a integridade física e espiritual, a liberdade de pensamento, de crença e de expressão e o pluralismo de opinião e de organização é um dever de todos nós”, assinalou.

O novo presidente evocou a forma “dramaticamente persistente” como a pobreza atinge dois milhões de pessoas, colocando ainda mais de meio milhão em risco, para além das “chocantes diferenças entre grupos, regiões e classes sociais”.

Lutar por mais justiça social, acrescentou, “supõe efetiva criação de riqueza, mas não se satisfaz com a contemplação dos números, quer chegar às pessoas e aos seus direitos e deveres”.

O cardeal-patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente, e o núncio apostólico (embaixador da Santa Sé), D. Rino Passigato, marcaram presença esta manhã na Assembleia da República para acompanhar a tomada de posse, com o juramento do novo presidente sobre a Constituição Portuguesa.

A nota de boas-vindas do presidente na página da Presidência da República Portuguesa sublinha a “vocação ecuménica” de Portugal.

A chegada de Marcelo Rebelo de Sousa à mesquita central de Lisboa está prevista para as 16h45, sendo acolhido pelo imã da Mesquita e pelo cardeal-patriarca de Lisboa.

Após a eleição presidencial, em janeiro, o jornal do Vaticano realçou o discurso de vitória do novo chefe de Estado, que se apresentou como presidente “de todos os portugueses”.

‘L’Osservatore Romano’ apresentou “Marcelo” como um dos “protagonistas da vida política de Portugal”, no pós-25 de abril, recordando o seu percurso como jornalista, professor de Direito, comentador político, ministro e presidente do Partido Social Democrata.

Marcelo Rebelo de Sousa foi colaborador do programa ‘70×7’ (RTP2), apresentando reflexões pessoais na rubrica “Por ser Domingo”.