Momento formativo e espiritual foi partilhado na plataforma zoom esta quarta-feira e contou com a presença de muitos sacerdotes

A diocese de Angra celebrou esta quarta-feira de cinzas, que marca o arranque da Quaresma, com uma recoleção do clero diocesano, partilhada de Santa Maria ao Corvo, em ambiente digital na plataforma zoom.

“O padre à procura de si mesmo” foi o tema proposto por Monsenhor José Constância que orientou este momento formativo-espiritual que reuniu  mais de 70 padres diocesanos no inicio de uma Quaresma atípica, com limitações na participação dos diferentes momentos celebrativos.

O desafio do Presidente do Instituto Católico de Cultura e vice-reitor do Santuário do Senhor Santo Cristo começou por remeter os sacerdotes para uma pergunta quase existencial sobre quem são como homens e como sacerdotes, integrados numa comunidade própria, com características especificas. O sacerdote lembrou que estas questões não são retóricas e devem partir de um verdadeiro exame de consciência, particularmente válido nesta Quaresma, a que importa atender pois não estão dissociadas.

“Longe de ficarmos enredados em estatísticas, em ladainhas de perguntas de teor psicológico, queremos sim partindo da nossa realidade humana, das nossas qualidades, insuficiências e limitações (que são muitas e que todos temos!) melhorarmos a nossa vida pessoal e a do nosso presbitério num caminho certo, sadio e decisivo, numa maior humanização e santidade verdadeiras”, disse ainda.

Durante a exposição que proferiu, o sacerdote sublinhou, por outro lado a importância deste exame de consciência ser incarnado na realidade concreta das comunidades em que cada presbítero serve.

“Como estamos nós, as nossas comunidades e serviços? Tudo de certo modo mudou! Mas, no meio de todas as interrogações, no transitório e movediço da hora atual é importante irmos ao essencial da Igreja e do ministério ordenado” acrescentou ao sublinhar a necessidade de uma “contínua construção individual e comunitária” e “cura psicológica e conversão moral”.

Aliás o sacerdote elencou mesmo a necessidade de um itinerário que permita uma conversão espiritual, teológico-pastoral e estrutural.

Depois de uma primeira parte mais dirigida para as questões sacerdotais, Monsenhor José Constância fez uma leitura das mensagens do Papa e do Bispo de Angra para esta Quaresma, onde se pede uma maior cultura do cuidado, sobretudo atendendo às consequências da pandemia, nomeadamente junto dos mais idosos.