Missa em sua intenção tem lugar na próxima segunda feira na Igreja de Santa Cruz da Lagoa.

O Pe José Francisco Pires, natural da Lagoa, faleceu esta sexta feira em Toronto, onde residia desde a sua aposentação, vitima de doença prolongada, apurou o Portal da Diocese.

 

Na próxima segunda feira será celebrada uma missa em sua intenção na Igreja de Santa Cruz, pelas 20h00.

 

José Francisco Pires tinha 77 anos e residia no Canadá, país a onde regressou depois da aposentação e de ter servido as comunidades de Nampula (moçambique), Toronto, Terra Chã (ilha Terceira) e Santa Cruz da Lagoa.

 

Ordenado sacerdote a 28 de abril de 1963 na Catedral de Angra, o Padre José Francisco Borges Pires frequentou o ensino primário na Escola da Praça Velha, em Santa Cruz da Lagoa, que hoje leva o seu nome.

 

Estudou no Seminário Episcopal de Angra e quando regressou à Lagoa, entre 1991 e 1994, lecionou a disciplina de Religião e Moral na Escola EB 2,3 Padre João José do Amaral, e foi  um dos sócios fundadores do Clube de Patinagem de Santa Cruz, facto pelo qual foi homenageado.

 

No dia 10 de junho de 2011 foi homenageado pela Câmara Municipal de Lagoa com a atribuição do seu nome a uma rua da freguesia, junto à casa onde nasceu, sendo esta uma forma da autarquia homenagear um filho da terra.

 

Dedicou 50 anos da sua vida ao sacerdócio, sempre com um espírito aventureiro e sem nunca perder o espírito de missão e de servir o próximo, percorrendo os “quatro cantos do mundo”.
Para o Presidente da Câmara Municipal de Lagoa, João Ponte,  “foi um bom homem, um bom Padre e um grande e bom amigo do seu povo de Santa Cruz. Foi sempre um homem de princípios e valores, com ideias fixas”. Por isso, a autarquia já enviou as condolências à família.