Iniciativa decorre no Faial entre 22 e 24 de março e envolverá mais de 100 voluntários

Decorrerá no próximo fim de semana, de 22 a 24 de março, a segunda edição do Projeto +Partilha, uma iniciativa de vários movimentos da Igreja Católica, nomeadamente a Pastoral Juvenil, a Cáritas, o CNE e a Pastoral Escolar da ouvidoria do Faial.

“Este projeto mantém o seu objetivo de promover iniciativas que visam o combate à pobreza infantil e juvenil na ilha do Faial, à semelhança do que aconteceu em 2019, em que os bens recolhidos durante o projeto permitiram apoiar um universo de 257 famílias do Faial, beneficiando um total de 183 crianças e jovens”, informa uma nota enviada ao Igreja Açores pelos dinamizadores deste projeto de intervenção social.

Nesta segunda edição, o projeto consistirá numa campanha de recolha de bens alimentares que serão, posteriormente, distribuídos a famílias onde se verifique um risco elevado de pobreza infantil e juvenil. Os bens são também entregues a instituições de solidariedade social que têm a seu cargo crianças e jovens com dificuldades ou que lhes prestam apoio regular.

Os voluntários, na sua grande maioria também jovens, estarão a recolher os bens nos três supermercados da ilha do Faial. Estima-se que sejam envolvidos mais de uma centena de voluntários, durante o fim de semana, nesta iniciativa.

De referir que este ano o projeto tem uma vertente ambiental, sendo que os sacos de recolha dos alimentos não serão de plástico, mas de pano, podendo ser reutilizados em iniciativas futuras.

Para o Pe.Nelson Pereira, sacerdote responsável pelo Projeto +Partilha, “este é um dos projetos mais importantes a nível socio-caritativo que a Igreja do Faial promove e pelos resultados obtidos no ano passado há otimismo em relação à resposta que os faialenses nos darão”.

O sacerdote, que é também responsável pela Pastoral Juvenil da ilha do Faial, apela à “ajuda de todos” para que “seja possível, ao longo deste ano, ajudar ainda mais jovens e crianças do que em 2018”.

O projeto +Partilha contou este ano com os apoios da Câmara Municipal da Horta e da Direção Regional da Juventude.