Foto: FB Seminário Episcopal de Angra

Cónego Ângelo Valadão celebra este ano as bodas de ouro de ordenação sacerdotal

O Seminário Episcopal de Angra homenageou esta quarta-feira o cónego Ângelo Valadão, antigo professor e diretor espiritual da instituição, por ocasião das suas bodas de ouro sacerdotais, que se assinalaram no passado dia 3, com uma Missa de acção de graças e um almoço. O sacerdote já tinha sido homenageado pela paróquia da Sé, onde serve in solidum com o atual Vigário-Geral.

O cónego Ângelo Valadão foi durante seis anos, entre 2002 e 2008, diretor espiritual e professor do Seminário Episcopal de Angra, onde leccionou cadeiras sobre Documentos Conciliares, Teologia Espiritual e História da Igreja. Durante esse tempo acumulou,  também, a coordenação das aulas de Religião e Moral na Ilha Terceira.

Durante seis anos foi pároco in solidum da Sé de Angra e Diretor do Serviço Diocesano de Evangelização e Catequese. Atualmente, é pároco in solidum da catedral onde é também o deão do Cabido, desde que foi restabelecido em fevereiro de 2015.

No dia da Missa Crismal, este ano, o bispo de Angra entregou-lhe a bênção apostólica do Papa Francisco.

O Cónego Ângelo de Freitas Valadão Eduardo nasceu na freguesia da Fajãzinha, concelho das Lages das Flores, no dia 20 de Junho de 1949. Frequentou o Ensino Primário daquela freguesia desde 1956 a 1961. Em 1962 frequentou o Externato da Imaculada Conceição em Santa Cruz das Flores e em 1962 foi matriculado no Seminário Menor de Santo Cristo em Ponta Delgada. De 1963 a 1973 frequentou o Seminário Maior em Angra do Heroísmo tendo sido ordenado presbítero no dia 3 de Junho de 1973.

De 1973 a 1983 paroquiou em Norte Grande e Santo António na ilha de S. Jorge, onde foi Ouvidor e Vigário Episcopal. Em 1983 foi nomeado Pároco da Terra Chã na ilha Terceira e nesta ilha exerceu o cargo de Secretário Diocesano da Catequese de 1986 a 1989. Em 1989 foi nomeado juntamente com outro colega pároco in solidum de várias comunidades da ilha das Flores onde se manteve até 1997. Aí foi também Ouvidor da Ilha e professor de Educação Moral e Religiosa Católica.

De 1997 a 2000 esteve na ilha do Pico, sendo Pároco da Madalena e Criação Velha, Ouvidor da Madalena e Coordenador da Pastoral na ilha. Continuou a ser professor de Religião e Moral na Escola Cardeal Costa Nunes da vila da Madalena. De 2000 a 2002 frequentou a Universidade Católica de Lisboa onde se licenciou em Teologia em 2002.

Foi pároco das Doze Ribeiras e de São Carlos, tendo sido escolhido por D. João Lavrador como Vigário Episcopal para a Formação.

Além dele, comemoram também as bodas de ouro de ordenação sacerdotal o padre Abel Noia e, as bodas de prata, o padre João Pires, atual reitor do Santuário de Nossa Senhora dos Milagres, na Serreta.