Plano de luta contra a pobreza arrecada 800 euros de receita em jantar solidário

O Projeto São Lucas – Plano Integrado de Resposta à Pobreza na Paróquia de São José – realizou no passado sábado, dia 27 de Outubro, um jantar que se destinou a assinalar o sétimo aniversário da sua constituição. O projeto, criado no dia 18 de Outubro de 2011, apoia atualmente 45 agregados familiares em situação de desvantagem socioeconómica, designadamente 137 pessoas onde se inclui 48 crianças/jovens e 7 idosos.

O jantar, organizado no salão de S. José pelo Centro Paroquial de Bem Estar Social de São José e da Conferência Vicentina de São José, um grupo de 25 voluntários, incluindo famílias beneficiárias, três alunas estagiárias do curso de Serviço Social da UAC e 20 alunos das escolas profissionais da Santa Casa de Misericórdia de Ponta Delgada e de Vila Franca do Campo, contou com a participação de 200 pessoas.

“Os objetivos do jantar foram cumpridos, designadamente, promover a confraternização entre os voluntários e as famílias do Projeto, sensibilizar a comunidade para a importância da missão do mesmo, cultivar laços de proximidade entre os paroquianos e os movimentos da paróquia e captar potenciais novos voluntários. Estima-se que o lucro total ronde os 800€, que reverterão para a aquisição de bens alimentares” refere uma nota enviada ao Igreja Açores.

“À luz do princípio da proximidade, em que assenta a prática da caridade, o Projeto São Lucas procura respeitar a identidade da pessoa beneficiária e cooperar, com ela, na solução dos seus problemas. Um dos objetivos consiste em fomentar a capacidade das famílias em garantirem os seus direitos básicos, bem como de promover a consciência dos seus respetivos deveres”, sublinha ainda a nota.

Este ano, o projeto proporcionou seis ações de formação às famílias acompanhadas nas seguintes áreas: “Meio ambiente e reciclagem”; “Aproveitamento de quintais domésticos – agricultura biológica”; “Prevenção de Consumos e Dependências”; “Prevenção de maus tratos a menores”; “Workshop de mesa/bar” e “Workshop de pastelaria”. Até ao final do ano estão ainda previstas mais duas iniciativas sob os temas “Cidadania e combate à discriminação” e “Técnicas ativas de procura de emprego”.

“O Plano São Lucas continua empenhado em colaborar no processo de autonomização das famílias, conciliando o assistencialismo com um esforço permanente para chegar às causas dos problemas, atuando nas suas causas mais profundas”, conclui a nota da organização.