Deslocação às ilhas das Flores, Corvo e Santa Maria, acontece ainda este mês

A Peregrinação dos Símbolos das Jornadas Mundiais da Juventude, a cruz e o ícone, vai acontecer em todas as ilhas da Diocese, depois de i”números esforços, e num trabalho que tem vindo a ser desenvolvido desde de setembro de 2021, dada a dispersão geográfica da nossa Diocese e as dificuldades de transporte, sobretudo para as ilhas mais pequenas, graças ao empenho e colaboração da Força Aérea Portuguesa”, informa uma nota enviada ao Igreja Açores pelo Comité Organizador Diocesano.

Do programa já publicado as ilhas de Santa Maria, Flores e Corvo não integravam a peregrinação dos Símbolos devido às dificuldades de transporte, contudo, foram mantidos os contatos e conversações, nomeadamente com a Força Aérea, no sentido destas três ilhas também serem contempladas com a peregrinação dos Símbolos, confirmação que nos foi dada nesta terça-feira.

Assim, entre os dias 26 e 28 de maio os Símbolos estarão na ilha de Santa Maria, de 28 a 30, na ilha das Flores. 30 e 31 estarão na ilha do Corvo de onde partirão, a 31 para a ilha Terceira, de onde continuará a peregrinação já programada e publicada.

De 1 a 2 de junho, os símbolos estarão em Angra, com celebrações na Catedral e visitas a instituições, com destaque para o Seminário. No dia 2 de junho ficarão no Seminário. De 3 a 6 de junho ficam na Graciosa. Esta extensão de dias prende-se com questões de natureza logística já que há restrições de transporte. De 6 a 7 de junho os símbolos estarão no faial e de 8 a 10 de junho no Pico. A 10 seguem para São Jorge a onde ficam até ao dia seguinte. De 11 a 14 de junho estarão na ilha Terceira, primeiro em Santa Luzia de Angra e depois na Matriz das Lajes. No dia 15  de junho seguem para São Miguel. Serão acolhidos nas Furnas, nas Caldeiras, seguem depois para a Matriz da Povoação e depois para o Nordeste. No dia 18 estarão na ouvidoria dos Fenais de Vera Cruz e de 19  a 21 estarão em Vila Franca do Campo. Nesse dia seguem para a Lagoa e no dia 23 para a Ribeira Grande. No dia 25 estarão nas Capelas e a 26, pelas 17h00 haverá uma celebração de ilha no campo de São Francisco. Nos dias 27 e 28 farão a visita a algumas instituições de Ponta Delgada e no dia 29 regressarão ao continente e serão entregues pelos responsáveis locais à diocese de Lamego.

“Para nós Comité Diocesano JMJ e Serviço Diocesano da Pastoral Juvenil, esta é uma vitória e um momento de imensa felicidade pois todas as ilhas terão a peregrinação dos Símbolos JMJ; ninguém ficará de fora! Todos os jovens açoreanos, independentemente da sua ilha de residência terão a oportunidade de vivenciarem a peregrinação dos Símbolos JMJ”, conclui a nota.