“Estamos todos neste barco: uma Igreja em (pós) pandemia”, é o tema das jornadas que abrem com o lançamento da Revista Fórum Teológico XXI, volume 4,  uma edição praticamente dedicada ao trabalho do ex professor do Seminário Monsenhor António da Luz sobre Nietzsche

As V Jornadas de Teologia do Seminário Episcopal de Angra realizam-se a partir de amanhã, dia 22 até dia 25 de março com o tema “Estamos todos no mesmo barco: uma Igreja (pós) pandemia”, em formato misto: presencial e por via digital, sempre a partir das 20h00.

Estas jornadas “procuram aprofundar o conhecimento acerca da sociedade em tempos de (pós) pandemia e como a Igreja pode e deve acompanhar os novos desafios”, refere a instituição na sua página do facebook.

“No `tempo das igrejas vazias´, que caminhos para uma nova evangelização, de identidade sinodal? Como mergulhar em águas mais profundas, e procurar responder às “alegrias, preocupações e esperanças” das mulheres e homens de hoje?”, acrescenta o post que apresenta o programa das jornadas, que começam no dia 22, às 20h00, com a apresentação do volume 4 da revista Fórum Teológico XX que, nesta edição, terá a tradução comentada de parte da obra de Nietzsche, pela pena de Monsenhor António da Luz, ex professor do Seminário Episcopal de Angra, intitulado o  “Voluntarismo Ético Anticristão de Nietzsche”. A este propósito usarão da palavra o autor e o padre José Júlio Rocha, também docente na instituição. O primeiro dia das Jornadas concluir-se-á com um momento musical da Academia São Tomás de Aquino.

No dia 23, a sessão será moderada pelo padre Teodoro Medeiros, e as duas conferências serão proferidas pelos padres Pedro Lima e Hélder Fonseca Mendes. O primeiro falará sobre “Com Deus a vida não morre jamais” e o segundo, atual administrador diocesano, falará sobre “Para tudo há um tempo: tempo para demolir e tempo para construir”.

No dia 24, com moderação de Ana Carina Ferreira, as conferências serão proferidas por dois leigos: Piedade Lalanda, socióloga e diretora do Serviço Diocesano da Pastoral Social, falará sobre “os laços sociais no pós pandemia” e Ricardo Brasil sobre “A saúde mental pelos caminhos da pandemia”.

O último dia das jornadas será pontuado pela conferência do padre jesuíta João Vila-Chã, da Pontificia Universidade Gregoriana que falará sobre “O futuro da Igreja é agora: sobre a dialética de comunicação e testemunho”, estando a apresentação e moderação do debate a cargo do padre Jaime Silveira.

A participação, aberta a todos, pode ser feita presencialmente ou por zoom, mas requer inscrição prévia para seminariodeangra@mail.telepac.pt ou telefone 295 216 123.

Para os que participarem via digital, o link será enviado a cada dia.