Jornada celebra-se há 50 anos

A Sala de Imprensa da Santa Sé vai apresentar esta sexta-feira a mensagem do Papa para o Dia Mundial das Comunicações Sociais 2016, com o tema “Comunicação e Misericórdia: um encontro fecundo”.

Esta é uma jornada celebrada desde 1966 no domingo anterior à festa do Pentecostes, que este ano se assinala a 8 de maio.

A conferência de imprensa de apresentação da mensagem, pelas 12h00 de Roma (menos uma em Lisboa), vai contar com intervenções do porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, e do prefeito da nova Secretaria para a Comunicação, padre Dario Edoardo Viganò, para além de Paolo Ruffini, diretor da TV2000 (Conferência Episcopal Italiana), e de Marinella Perroni, professora no Ateneu Pontifício de Santo Anselmo (Roma).

O Conselho Pontifício para as Comunicações Sociais (CPCS) explica em comunicado que a escolha do tema é “certamente determinada pelo Jubileu extraordinário da Misericórdia”, convocado pelo Papa Francisco (8 de dezembro de 2015-20 de novembro de 2016).

“O tema evidencia que uma boa comunicação pode abrir um espaço para o diálogo, para uma compreensão recíproca e a reconciliação, permitindo que desta maneira brotem encontros humanos fecundos”, afirma o CPCS.

O documento assinala que, num momento em que a atenção se volta para “a natureza centralizada e arbitraria dos múltiplos comentários” dos novos media, “este tema quer concentrar-se sobre o poder das palavras e dos gestos, para superar as incompreensões, para curar as memórias, para construir a paz e a harmonia”.

No comunicado, o Conselho Pontifício para as Comunicações Sociais refere que o Papa Francisco ajuda novamente “a descobrir que no coração da comunicação existe, antes de tudo, uma profunda dimensão humana”, que “não é somente uma atual ou moderna tecnologia, mas uma profunda relação interpessoal”.

O Dia Mundial das Comunicações Sociais foi a única celebração do género estabelecida pelo Concílio Vaticano II, no decreto ‘Inter Mirifica’, em 1963.

A mensagem do Papa é publicada anualmente por ocasião da festa litúrgica de São Francisco de Sales, padroeiro dos jornalistas, no dia 24 de janeiro.