Noções de comunicação social fazem parte do Plano de Estudos dos seminaristas

Os alunos do 4, 5 e 6º anos do Seminário Episcopal de Angra realizaram esta semana um curso intensivo de comunicação social, na ótica do jornalista.

A formação, orientada pela jornalista do Sítio Igreja Açores, Carmo Rodeia, dividiu-se em três módulos: Media e Igreja; instituições e Comunicação institucional e finalizaram com um workshop de comunicação.

“Esta formação teve uma grande importância porque no  futuro seremos confrontados com a necessidade de contactar com a realidade envolvente nas suas mais diversas perspetivas. A comunicação social é um veiculo imprescindível  para garantir a fluidez e a eficácia da missão evangelizadora da igreja” disse no final dos trabalhos o porta voz dos alunos, Jacob Vasconcelos, aluno do 4º ano.

Para Gaspar Pimentel, aluno 6º ano, já ordenado diácono no passado dia 8 de dezembro, este workshop, foi importante ” para mentalizar os futuros sacerdotes sobre a utilidade da comunicação dado que hoje em dia o que não é noticiado no campo dos media não existe”.

Já Pedro Lima, aluno do 5º ano, referiu a “relevância do profissionalismo e do rigor que são necessários na relação entre a igreja e os media para uma boa comunicação”.

Outro dos participantes, Pedro Aguiar, Diácono que irá ser ordenado sacerdote este verão, sublinhou que para quem trabalha com a palavra também é necessário ter um conhecimento do funcionamento dos media, sobretudo “do seu tempo” para que “cumpram o seu dever de informação”.

Nelson Pereira, aluno do 4º ano, destacou a necessidade da Igreja hoje estar inserida na sociedade de uma “forma mais presente através dos media, como forma de amplificação da sua mensagem” e, assim chegar “a um maior número de pessoas”.

Vitor Mourinho, aluno do 4º ano, frisou a necessidade de “compreensão do lado dos media para melhor interagir com eles” e este workshop “ajudou-nos a compreender que muitas vezes a má imprensa que uma instituição possa ter não depende só do campo dos media mas das dificuldades que as fontes têm em se relacionar com eles”.

A comunicação é um dos itens de aprendizagem que faz parte do plano de estudos do seminário, com quem o Sítio Igreja Açores já trabalha com uma grande proximidade, na medida em que há seminaristas que são colaboradores permanentes deste Sítio informativo.