Pelo Pe José Júlio Rocha.

Ao romper do dia, Jesus dirigiu-Se a um lugar deserto. A multidão foi à procura dele e, tendo-O encontrado, queria retê-lo, para que não os deixasse. (Lucas 4, 42)
Várias vezes os Evangelhos contam que Jesus se retira para um lugar deserto para rezar. A oração é tão natural em Jesus como o ar que respira.
Há muitas formas de rezar e a oração pessoal tem de fazer parte do nosso dia. Uma das condições para uma boa oração é criar silêncio.
Vivemos num mundo com demasiada pressa e demasiado ruído. Daí ser difícil rezar.
Não deixemos a nossa alma morrer à fome.