Pelo Pe José Júlio Rocha.

Jesus respondeu-lhes: «Destruí este templo e em três dias o levantarei». (João 2, 20)
Celebramos a dedicação da Basílica de Latrão em Roma, mãe das igrejas.
Jesus diz que o verdadeiro templo é o coração do homem, onde se adora em espírito e verdade. Quando comungamos, na Eucaristia, tornamo-nos, nós próprios, o templo onde Jesus habita.
A comunhão tem consequências profundas no coração do crente: não passamos de vasos de barro, mas com um tesouro precioso lá dentro. Amarmos a Jesus que habita no cristão é uma forma sublime de adorar a Deus.