Pelo P.e José Júlio Rocha.

«Ouviu-se uma voz em Ramá, lamentos e gemidos sem fim: Raquel chora seus filhos e não quer ser consolada, porque eles já não existem». (Mateus 2, 18)
Celebramos os Santos Inocentes, mortos em Belém por Herodes.
O sofrimento injusto de um inocente é sempre uma pergunta que lançamos ao Céu.
Ainda hoje são imensas as crianças vítimas da guerra, da fome, das hordas de refugiados.
Que o nosso pensamento não esqueça a maior dor do mundo: as mães que perderam os seus filhos.