Pelo P.e José Júlio Rocha.

Ao ver Jesus, caiu de rosto por terra e suplicou-Lhe: «Senhor, se quiseres, podes curar-me». Jesus estendeu a mão e tocou-lhe, dizendo: «Eu quero, fica curado». E imediatamente a lepra o deixou. (Lucas 5, 12-13)
No tempo de Jesus, um leproso morria três vezes:
1ª Era uma doença mortal.
2ª Nunca mais se podia aproximar de ninguém.
3ª A lepra era vista como um castigo de Deus. Estava condenado.
O gesto de Jesus de tocar no leproso, curando-o, manifesta mais uma vez de que lado está Jesus: do lado de quem sofre, de quem é excluído, quebrando preconceitos e tabus, mesmo religiosos.
“Eu quero”, disse Jesus. Ainda hoje nos diz.