Pelo P.e José Júlio Rocha.

Proclamei a justiça na grande assembleia,
não fechei os meus lábios, Senhor, bem o sabeis. (Salmo 40)
É dever do cristão não fechar os olhos nem a boca perante as injustiças. Podem perguntar: “mas que injustiças?” O mundo está cheio delas e, já no passado, mesmo próximo, onde aconteceram grandes injustiças e crimes contra a humanidade, a maior parte das pessoas estava acomodada e de olhos e boca fechados.
Um cristão não é uma pessoa acomodada, mas incomodada.