Pelo P.e José Júlio Rocha.

Irmãos: Permanecei no amor fraterno. Não esqueçais a hospitalidade, porque, graças a ela, alguns, sem o saberem, hospedaram anjos. Lembrai-vos dos prisioneiros, como se estivésseis presos com eles. Lembrai-vos dos que são maltratados, porque vós também tendes um corpo. (Carta aos Hebreus 13, 1-3)
É isso. O amor vive de pequenos gestos de doação e entrega. Não precisa de grandes gestas, até porque os heróis fazem-se nas pequenas coisas.
Ódio gera ódio. Amor gera amor. A equação é simples.