Pelo Pe José Júlio Rocha.

São estes os nomes dos doze apóstolos: primeiro, Simão, chamado Pedro, e André, seu irmão; Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão; Filipe e Bartolomeu; Tomé e Mateus, o publicano; Tiago, filho de Alfeu, e Tadeu; Simão, o Cananeu, e Judas Iscariotes, que foi quem O entregou. (Mateus 10, 2-4)
O nosso nome divide-se em dois: nome pessoal e nome de família. O nome de família indica de onde viemos, a quem pertencemos, o nosso clã, o que nos faz iguais aos outros.
Pelo contrário, o nome pessoal indica que nós somos únicos e irrepetíveis, indica o que é só nosso, a nossa liberdade.
Tal como o fez com os Apóstolos, Jesus chama-nos pelo nosso nome pessoal.