Pelo Pe José Júlio Rocha.

Os discípulos, vendo-O a caminhar sobre o mar, assustaram-se, pensando que fosse um fantasma. E gritaram cheios de medo. Mas logo Jesus lhes dirigiu a palavra, dizendo: «Tende confiança. Sou Eu. Não temais». (Mateus 14, 26-28)
O medo é o maior inimigo do amor.
O medo trava-nos a alma. Medo do ontem, do amanhã, do que os outros dizem ou pensam de nós, de nós próprios, das doenças, da morte, do vazio.
Precisamos absolutamente de rezar para ouvir, como brisa suave, a voz de Jesus que diz: “tem confiança, sou eu. Não tenhas medo.”