Última campanha permitiu apoiar mais de 400 mil pessoas com carências alimentares comprovadas

O Banco Alimentar contra a Fome promove este sábado e domingo (02 e 03 de junho) uma nova recolha de alimentos nos vários distritos do país. Nos Açores, o Banco Alimentar vai fazer recolhas em São Miguel, na Terceira e no Faial.

“Com o lema ‘Se dermos um pouco mais, vai faltar um pouco menos!, a campanha que se realiza já este fim-de-semana em diversos estabelecimentos comerciais, é um apelo à partilha e à solidariedade”, refere uma nota de imprensa enviada às redações pelo Banco Alimentar de São Miguel.

A iniciativa, na maior ilha do arquipélago, envolverá cerca de 700 pessoas, estima a organização, que na mesma nota dá conta que, durante a campanha “serão 46 os postos de recolha espalhados por toda a ilha de São Miguel”.

Além disso, prossegue, também a sede do Banco Alimentar “estará também aberta e pronta para recolher todos os contributos e apoiar todos os voluntários que dão o melhor do seu tempo por esta causa”.

Em 2018, num esforço articulado com várias entidades e pessoas a título individual, o Banco Alimentar conseguiu “ajudar mais de 1.100 famílias em São Miguel com quase 45 mil quilos de alimentos”.

Na campanha mais recente do Banco Alimentar contra a Fome em todo o país foram recolhidas 2200 toneladas de bens alimentares, com o apoio de mais de 42 mil voluntários.

Esses alimentos foram depois distribuídos por “cerca de 420 mil pessoas com carências alimentares comprovadas, sob a forma de cabazes ou refeições confecionadas”, através da ação de uma rede de mais de 2600 instituições de solidariedade social.

Como habitualmente, a campanha solidária não termina com a recolha física de alimentos, mas prossegue nos dias seguintes, até 10 de junho, em forma de “doação online” através do site www.alimentestaideia.net.

Prossegue também nas lojas e várias cadeias de supermercados através da campanha ‘Ajuda Vale’, um projeto que “permite a recolha de alimentos sob a forma de vales/cupões”.

Entre os bens mais necessários estão produtos como o azeite, o óleo e o leite, as salsichas e o atum.

Cada cupão representa uma unidade do produto (por exemplo, ‘1 litro de azeite’, ‘1 litro de leite’, etc.).

Este cupão, para além de mencionar que se trata de uma entrega destinada aos Bancos Alimentares Contra a Fome, refere de forma clara a identificação do tipo de produto, a respetiva unidade e inclui um código de barras próprio, através do qual é efetuado o controlo das dádivas.

Ao efetuar o pagamento, o doador entrega o cupão ‘Ajuda Vale’ na caixa registadora e os produtos ficam claramente identificados no talão de caixa.